terça-feira, 10 de setembro de 2013

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva "QUER VER FÁTIMA BEZERRA SENADORA DO RN". Segura que eu quero ver!




O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se engajará nas campanhas ao Senado de três petistas: José Guimarães (CE), Fátima Bezerra (RN) e Paulo Rocha (PA).  Postado por Marcos Imperial, via FELIPE PATURY da Época.

Mineiro topa disputar governo, mas prioridade do PT é Fátima

A prioridade do Partido dos Trabalhadores nas eleições estaduais do próximo ano me parece clara: a eleição de Fátima Bezerra para o Senado da República.
fernando-mineiro_370
A candidatura de Fátima é consistente e já se faz sentir nas pesquisas de opinião. Mas é também nas pesquisas eleitorais que surge o nome do deputado Fernando Mineiro para o governo.
Mineiro foi candidato a prefeito de Natal no último pleito e quase passa para o segundo turno. Bateu na trave. Se tivesse disputado a segunda etapa, avaliam os analistas, poderia ter superado o favorito e eleito Carlos Eduardo Alves (PDT).
Cada eleição é diferente, mas Mineiro aparece como opção para o governo por causa do recall da última refrega eleitoral.
Ele é um cara preparado. Estudioso. Antes de falar sobre qualquer assunto no plenário da Assembleia ou em qualquer reunião ou seminário do partido, Mineiro estuda os números, avalia os dados e costura um discurso coerente aos interesses do seu partido e, muitas vezes, da sociedade.
O eleitorado tem demonstrado que deseja um nome diferente para a próxima eleição. E Mineiro pode encarnar essa expectativa de mudança.
O problema é que o PT já tem um nome para disputa majoritária. Como eu falei no início, este nome é Fátima Bezerra. Cabe perguntar: até que ponto o projeto de Mineiro pode atrapalhar o de Fátima??? E vice-versa???
Perguntei a Mineiro e ele respondeu de bate-pronto: a prioridade do PT é Fátima. Mas foi claro também ao dizer: "Meu nome está à disposição do PT para o governo. Mas só vou encarar a disputa se o partido estiver unido. Eu não vou repetir 2010", disse.
Em 2010, ele teimou ser candidato a prefeito mesmo sem a concordância do grupo de Fátima Bezerra, que simpatizava com o apoio a Carlos Eduardo (PDT) desde o primeiro turno.
Fernando Mineiro teimou e surpreendeu com boa votação. A história pode se repetir no ano que vem? Claro que pode. Mas Mineiro exige a união da legenda e o apoio da Executiva Nacional. Este apoio do comando nacional lhe faltou em toda eleição da capital.
O caminho de Mineiro pode resultar numa chapa puro-sangue. Se Fátima Bezerra for alijada do acordão que está sendo montado pelo PMDB, o PT pode enveredar por chapa própria. Mineiro para o governo e Fátima para o Senado. Por enquanto, o PT prioriza o arco de alianças.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Champignon, da banda Charlie Brown Jr., é encontrado morto em São Paulo

MARTHA ALVES
DE SÃO PAULO


O músico Luiz Carlos Leão Duarte Junior, 35, o Champignon da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto no início da madrugada desta segunda-feira, em seu apartamento no Jardim Caboré, na zona oeste de São Paulo.
A morte de Champignon ocorre pouco mais de seis meses após a do vocalista da banda, Alexandre Magno Abrão, 42, conhecido como Chorão, encontrado morto em seu apartamento em Pinheiros, na zona oeste de capital.
Morador de um apartamento vizinho, o corretor de imóveis Alexandre Benaion relata que ouviu um barulho de tiro vindo do apartamento do músico por volta da 0h, seguido de gritos da mulher de Champignon, Claudia Bossle Campos, e latidos do cachorro do casal. Eles haviam chegado cerca de dez minutos antes de um jantar com um casal de amigos.

Eduardo Anizelli - 6.mar.13/Folhapress
AnteriorPróxima


O músico e companheiro de Chorão, Champignon, deixa o apartamento do cantor no bairro Pinheiros, em São Paulo
Preocupado, o corretor de imóveis foi ao apartamento do casal para saber o que havia acontecido. Segundo Benaion, a mulher do músico, que está grávida, abriu a porta do apartamento chorando muito e gritando: " Amor, você não fez isso".
Após sentar a mulher em uma cadeira, Benaion foi ao quarto onde o músico guardava instrumentos para verificar o que havia acontecido.
"Foi horrível, vi o Champignon caído no chão com um tiro na boca e uma arma na mão. Havia muito sangue espalhado pela cabeça", disse.
O corretor de imóveis ajudou a mulher do músico a ligar para o Samu (Serviço Médico de Urgência) e para a Polícia Militar. Quando o Samu chegou ao local Champignon já estava morto.
Abalada, a mulher do músico foi levada por amigos a um hospital da região para ser medicada. Segundo amigos do casal, ela está grávida de cinco meses.
Segundo o tenente da Polícia Militar Rafael Elias Franco Pinto, o músico tinha uma pistola 380 em uma das mãos e um tiro na boca. "A delegada deve pedir imagens das câmeras de segurança do prédio", disse.
A delegada Milena Suegama, do 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), foi ao local coletar informações e se limitou a dizer que trabalha com a hipótese de suicídio.
O corpo do músico foi retirado do apartamento pelo IML (Instituto Médico Legal) às 4h51. A perícia deixou o local minutos depois carregando uma sacola e sem falar com a imprensa.
VIGÍLIA
Fã do Charlie Brown Jr., o estudante Gustavo Geromel Baptistella, 18, esteve durante boa parte da madrugada em frente ao prédio onde o músico Champignon foi encontrado morto.
Baptistella, que mora em um prédio vizinho, ficou sabendo por amigos que Champignon morreu e foi para o local. Ele relembra que o músico era simpático e costumava caminhar pelo bairro.
"Um dia tirei uma foto com ele, mas infelizmente não peguei o autógrafo", lamentou o fã.
MÚSICA
Champignon era atualmente o vocalista da banda A Banca, criada pelos membros remanescentes do Charlie Brown Jr. após a morte de Chorão.
O último disco do Charlie Brown Jr., "La Familia 013", gravado antes da morte de Chorão, está programado para ser lançado neste mês.
As 13 músicas inéditas do álbum, o décimo da carreira do grupo, foram gravadas pela formação com Chorão nos vocais, Champignon no baixo, Marcão e Thiago Castanho nas guitarras e Bruno Graveto na bateria.
Entre elas, estão "Meu Mundo Novo" e "Um Dia a Gente se Encontra", faixas que já tocam atualmente nas rádios pelo Brasil.
Em 2009, a banda ganhou o prêmio Grammy Latino com o álbum "Camisa 10 Joga Bola até na Chuva". O último disco lançado pelo Charlie Brown Jr. foi "Música Popular Caiçara - Ao Vivo", no ano passado.
O grupo colecionou hits entre o fim dos anos 90 e o início dos anos 2000, como "Proibida pra Mim", regravada pelo cantor Zeca Baleiro, "Quinta-Feira", "Zoio de Lula", Só por uma Noite" e "Te Levar Daqui" --que foi tema de abertura da novelinha "Malhação", da Globo, entre 1999 e 2006.
Reprodução/Facebook/Charlie Brown Jr oficial
Capa do disco 'La Familia 013', o último de Chorão com Charlie Brown Jr.
Capa do disco 'La Familia 013', o último de Chorão com Charlie Brown Jr.