sábado, 20 de julho de 2013

Não Percam !!

Denice Maria.















♪ (♫ [AGENDA] ♪) ♫

SÁBADO | 20/07 |
Natal Norte Shopping | Av. Dr. João Medeiros Filho, 2395 |
Denice Maria | Voz & Violão | 19:00 horas |
| Repertório Variado, Eclético e Autoral |

CD Baú >>> https://soundcloud.com/denice-maria

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Sinte-RN pede sequestro de R$ 17 milhões do Governo do Estado à Justiça.

Governo Rosalba não consegue se entender com os servidores da educação.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (SINTE-RN) protocolou, nesta quinta-feira (18), um pedido de sequestro de R$ 17 milhões correspondente aos meses de descumprimento da decisão por parte do Governo do Estado. Essa foi a alternativa encontrada pelo Sindicato para fazer com que esse direito dos professores seja respeitado.

O sindicato que alega que as informações solicitadas pela justiça foram sonegadas pelo Governo, conseguiu dados contendo o quantitativo de profissionais prejudicados, bem como salários e níveis de carreira desse professores. Isso possibilitou o cálculo dos valores que deveriam ter sido pagos nesses quatro meses.

Semanalmente, quatro horas destinadas ao planejamento das atividades estão sendo trabalhadas em sala de aula. O SINTE-RN pediu a regularização da situação e o pagamento das horas trabalhadas equivocadamente. 

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o Governo pagasse essas horas, o que tem sendo protelado por uma série de manobras do Estado contra os trabalhadores. Com o deferimento do pedido, o SINTE/RN promoverá a individualização dos valores, efetuará o pagamento aos professores e prestará contas à justiça.

Do Portal No Ar

Não Perca !!







♫ ♪ AGENDA ♫ ♪

SEXTA | 19/07 |
Marco Zero Bar | Av. Maria Lacerda - 300m BR 101 |
Denice Maria | Voz & Violão | 21:00 horas |
| Repertório Variado, Eclético e Autoral |

Governo federal oficializa aumento de repasse para o Samu

As novas diretrizes para implementação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e de sua Central de Regulação das Urgências estão publicadas na edição de hoje do Diário Oficial da União. De acordo com a portaria do Ministério da Saúde, os valores dos próximos repasses às unidades de Suporte Avançado (USA) e às unidades aeromédicas habilitadas, que têm equipes preparadas para procedimentos de alta complexidade, terão um acréscimo de 40%, passando de R$ 27,5 mil para R$ 38,5 mil por mês.

Já para as unidades que melhoraram os serviços, conforme critérios da pasta, o montante passará de R$ 45.925 para R$ 48.221 mensais. Também haverá aumento de recursos para as unidades de Suporte Básico (USB), que atualmente recebem R$ 12,5 mil por mês e passarão a receber R$ 13.125. Para as USB qualificadas, o valor subirá de R$ 20.875 para R$ 21.919 por mês.

De acordo com o Ministério da Saúde, com as novas diretrizes, a verba de custeio repassada pela pasta ao Samu terá um incremento de 19%, ao passar de R$ 744 milhões para R$ 884,2 milhões ao ano para toda a rede. Os recursos são destinados à capacitação de profissionais e à manutenção das equipes e equipamentos das unidades móveis.

Pela portaria, os valores de investimento destinados à ampliação de centrais de Regulação ou para a construção de unidades também terão acréscimo. Os recursos repassados aos municípios com até 350 mil habitantes aumentarão 116%, passando de R$ 100 mil para R$ 216 mil. Já as cidades com número de habitantes entre 350 mil e 3 milhões receberão 133% de aumento, passando de R$ 150 mil para R$ 350 mil. Para os municípios com mais de 3 milhões de habitantes, haverá elevação de 151% (de R$ 175 mil para R$ 440 mil).

Atualmente, o Samu tem 181 centrais de Regulação em 2.538 municípios. Em todo o país, o Ministério da Saúde já habilitou 2.969 ambulâncias, sendo 2.215 unidades de Suporte Básico, 557 unidades de Suporte Avançado e 197 motolâncias.

Pau dos Ferros: Prefeito, Fabrício Torquato, apresentou estrutura da FINECAP 2013 para empresários.


Na noite desta quinta-feira (18), o Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, promoveu um encontro entre empresários, representantes de órgãos públicos e sociedade civil para apresentação das novidades da FINECAP. 

Com uma estrutura diferenciada, voltada para a ampliação da feira de negócios, a Feira Intermunicipal de Negócios, Educação, Cultura e Turismo do Alto Oeste Potiguar – FINECAP 2013, busca, agora, agregar mais empresas e possíveis patrocinadores. 

Neste encontro, voltado especificamente para este público, os empresários tiveram acesso as novidades para o ano de 2013, e conheceram as muitas vantagens de patrocinar um evento com as dimensões da FINECAP. 


Em suas palavras, Fabrício destacou o potencial que a FINECAP pode apresentar a seus parceiros. "Milhares de pessoas vão circular por todo o espaço do evento, oportunizando destaque e visibilidade para as marcas parceiras", afirmou Fabrício. 

Para o empresário Rômulo Regis, do Grupo Rio Grande, "com certeza, a FINECAP será um sucesso em tudo", comentou. 

Ao fim do evento, Fabrício se mostrou satisfeito com o resultado e a aceitação por parte dos empresários presentes. "Nosso trabalho vai continuar buscando apoios para, desta forma, realizarmos uma das grandes festas da nossa cidade", afirmou ele.

Da Assessoria de Comunicação

APÓS PARALISAÇÃO, POLICIAIS CIVIS RETOMAM TRABALHO NESTA SEXTA-FEIRA

        


A categoria dos policiais civis formada por delegados, agentes e escrivães continua em crise com a administração estadual. Nesta quinta-feira (18) eles fizeram uma paralisação de advertência e suspenderam as atividades das delegacias em todo o Rio Grande do Norte.

Após uma semana de protestos e busca do diálogo com representantes do Governo do Estado, a paralisação prometida foi feita pela categoria. Eles reivindicam reajustes salariais, convocação de novos concursados e melhorias na infraestrutura de trabalho, incluindo a retirada de presos das delegacias.


A crise entre o Governo do Estado e a Polícia Civil não é motivada apenas pela pauta listada, mas também pela luta por melhorias no orçamento da pasta da segurança pública e pedidos contra a mudança de local dos prédios públicos.

O grito de revolta contra a doação do terreno dos prédios públicos onde estão a Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol) e a Academia de Polícia Civil (Acadepol) havia sido dado no início da semana, após publicação do decreto no Diário Oficial do Estado na semana passada.

Durante a paralisação, apenas as delegacias de plantão fizeram atendimentos. Nesta sexta-feira, 19, os policiais civis devem voltar ao trabalho em horário normal.
NOMINUTO.COM

BRASIL É O SÉTIMO COLOCADO NO MUNDO EM CASOS DE HOMICÍDIOS

O Brasil é o sétimo colocado no mundo em casos de homicídios. A cada 100 mil habitantes, 27,4 são vítimas de crimes. No caso de jovens entre 14 e 25 anos, o número aumenta para 54,8. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), compilados pelo Mapa da Violência 2013: Homicídios e Juventude no Brasil, divulgado hoje (18), pelo Centro de Estudos Latino-Americanos (Cebela) todos os dez países com os mais altos índices de homicídios entre jovens estão na região da América Latina e do Caribe.  
El Salvador lidera o ranking de índices de homicídios seguido de Ilhas Virgens, de Trinidad e Tobago, da Venezuela, da Colômbia, da Guatemala, do Brasil, do Panamá, de Porto Rico e das Bahamas.


Segundo o estudo, esses índices são explicados pela incidência de problemas estruturais de origem política, econômica e social, como desigualdade e falta de acesso a serviços básicos combinados ou não a conflitos armados, como os que acontecem na Guatemala, em El Salvador e na Venezuela. No caso dos homicídios de jovens, o Brasil tem taxa mais de 500 vezes maior do que a de Hong Kong, 273 vezes maior do que a da Inglaterra e do Japão e 137 vezes maior do que a da Alemanha e da Áustria.

Na década de 1990, o Brasil chegou a ocupar a segunda colocação nesse ranking da OMS, liderado então pela Venezuela. A queda brasileira na lista dos países com as maiores incidências desse tipo de crime não significa que a violência foi reduzida, mas que houve aumento em outros lugares no mundo.

O autor do Mapa, Julio Jacobo Waiselfisz, explicou que a violência tem causas e consequências múltiplas. Apesar disso, é possível notar, no caso brasileiro, três fatores determinantes. Em primeiro lugar, a cultura da violência. Segundo ele, no país – e também na América Latina -, existe o costume de se solucionar conflitos com morte, parte disso herança de raízes escravagistas no continente.

Pesquisa feita pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), com dados entre 2011 e 2012, para fundamentar a Campanha Conte até 10: a Raiva Passa, a Vida Fica, grande parte dos homicídios no Brasil é cometida por motivos banais e por impulso.

Em segundo lugar, Julio Jacobo apontou a circulação de armas de fogo. Estima-se que, no país, haja cerca de 15 milhões de armas das quais, a metade, portada de forma ilegal. “Uma pesquisa feita em escolas mostrou que muitos jovens sabem exatamente onde e como comprar uma arma. Juntar uma arma à cultura de violência é uma mistura explosiva, são incompatíveis entre si”, disse Waiselfisz.

Outro ponto frisado pelo autor do mapa é a impunidade. Para ele, isso funciona como um estímulo à resolução de conflitos por meio de vias violentas. De acordo com o Relatório Nacional da Execução da Meta 2 da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Ministério da Justiça, foram identificados quase 150 mil inquéritos por homicídios dolosos – com a intenção de matar – anteriores a 2007.

Depois de um mutirão de um ano, foram encaminhados à Justiça apenas 6,1% dos casos. A estimativa é que 4% dos homicidas cumpram pena em regime fechado. “É esse elevado nível de impunidade que reforça a cultura da violência e os enormes números de homicídios”, explicou o autor do estudo.
TRIBUNA DO NORTE

MMN Livre: Praticantes de Marketing Multinível prometem invadir Brasília na próxima terça (23)

A primeira manifestação realizada por divulgadores TelexFREE em Brasília no último dia 8, ficará no esquecimento após um novo ato que está sendo planejado para dia 23 de julho (terça-feira).
Milhares de divulgadores e praticantes de outras empresas de Marketing Multinível prometem invadir Brasília para mostrar sua indignação contra o movimento que pretende acabar com esse modelo de negócio no brasil.
“Grande convocação do Marketing Multinível para terça-feira estarmos em Brasília defendendo os nossos interesses, pois estão querendo acabar com o modelo do nosso negócio no brasil... Vamos pra rua, mostrar a nossa indignação. Todos estão convocados, sem distinção de bandeiras. Juntos somos fortes, unidos seremos imbatíveis!”, afirmou o top 1 da TelexFREE, Marcus França.
Em todo país explodem manifestações a cada ato arbitrário promovido e arquitetado por operadores do direito que, mesmo sem qualquer prova cabal, acusam indiscriminadamente e, com apoio da justiça, paralisam de forma arbitrária as atividades das empresas de MMN, um verdadeiro terrorismo branco.
“Tenho insistido nesse aspecto e volto a repetir: precisamos nos organizar e lançar candidaturas simultâneas em todos os estados da federação. Temos que selecionar nossos melhores líderes e colocá-los nas assembleias estaduais, câmara dos deputados e, quem sabe, no senado federal. Temos potencial e condições absolutamente favoráveis para eleger representantes legítimos do MMN. Somente assim, conseguiremos interromper esse movimento lobista e terrorista contra esse segmento, regulamentando as atividades em nosso país e tranquilizando todos os praticantes. A hora é agora!”, afirma Anute, um dos líderes do Acre, estado com maior percentual proporcional de praticantes de MMN do Brasil.
No Acre, uma Associação do MMN já está sendo criada para fazer frente à defesa dos praticantes desse segmento.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Feliciano pede veto a projeto sobre atendimento a vítimas de estupro

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), encaminhou um ofício nesta quarta-feira (17) à presidente Dilma Rousseff pedindo o veto a um projeto aprovado pelo Congresso que determina o atendimento imediato em hospitais das vítimas de violência sexual.

O texto aponta que as unidades devem oferecer a pílula do dia seguinte e informações sobre direito legal. Para os religiosos, a medida é uma manobra para ampliar as previsões legais para interrupção da gravidez. Atualmente, o aborto é permitido no país em caso de estupro, risco de vida para a mãe ou de fetos com anencefalia.

No documento enviado para Dilma, Feliciano afirma que a violência sexual "é uma das mais terríveis modalidades de violência contra o ser humano e que deixa sequelas não apenas no corpo, como também na alma e no coração das vítimas".

Na avaliação do deputado, a medida amplia a possibilidade de qualquer mulher busque a rede pública a fim de realizar um aborto.

Justiça proíbe venda de rastreador de carro por suspeita de pirâmide do grupo BBom

A Justiça Federal em Goiás acatou um pedido dos Ministérios Públicos Federal e Estadual e determinou que as empresas do grupo BBom parem, imediatamente, de recrutar novos integrantes. O negócio, que fornece rastreadores de veículos, é investigado por indícios de formação de pirâmide financeira.
Na semana passada, a Justiça determinou o bloqueio dos bens das empresas Embrasystem (nomes fantasias BBom e Unepxmil) e BBrasil Organizações e Métodos, responsáveis pelo negócio.
Dentre os bens, estão mais de cem veículos --alguns de luxo, como Ferrari, Lamborghini e Mercedes--, além de R$ 300 milhões em contas bancárias.
A BBom afirma trabalhar com marketing multinível, e não pirâmide financeira. Procurada pela reportagem do UOL, a empresa negou ter suspendido a inscrição de novos usuários e disse que está funcionando normalmente, tanto na venda de produtos, quando nos novos cadastros e pagamentos.
"Não sei de onde foi retirada essa informação, mas ela não é verídica", afirmou o representante da empresa Fabrício Augusto.
A ação faz parte de uma força-tarefa conduzida pelos Ministérios Públicos federal e estaduais e que investiga indícios de pirâmides financeiras pelo país. A prática de pirâmide financeira é proibida no Brasil e configura crime contra a economia popular (Lei 1.521/51).
A pirâmide financeira é uma modalidade considerada ilegal porque só é vantajosa enquanto atrai novos investidores. Assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso.
Nesse tipo de golpe, são comuns as promessas de retorno expressivo em pouco tempo.

Empresa usa rastreador como "isca", segundo acusação

A BBOM se apresenta como uma empresa que oferece rastreadores de veículos por meio de pagamento de um valor mensal. Segundo a Procuradoria, isso não ocorre na prática.
No sistema, de acordo com a investigação, os participantes associavam-se por meio de uma taxa de cadastro e de um valor de adesão, que varia conforme o plano escolhido. Em seguida, comprometiam-se a trazer novos associados e a pagar uma taxa mensal.
A empresa prometia maior remuneração a quem indicasse mais associados.
Segundo a Justiça, a BBom seria um exemplo de pirâmide financeira, já que os participantes seriam remunerados somente pela indicação de outros indivíduos, sem levar em consideração a real geração de vendas de produtos.
O produto que supostamente sustentaria o negócio das empresas do grupo BBom é um rastreador de veículo.
O Ministério Público Federal afirma que isso seria apenas uma "isca" para recrutar novos associados, como já aconteceu no passado com investimentos em gado e avestruz, por exemplo.

Procuradoria quer evitar novas 'vítimas'

"O nosso objetivo é evitar novas vítimas. O consumidor precisa ficar atento, principalmente com a proliferação desses esquemas com a ajuda da internet e das redes socais, bem como dessas promessas de ganho de muito dinheiro sem ter que vender um produto ou serviço real", afirmou a procuradora da República Mariane Guimarães.
Os Ministérios Públicos Federal e Estadual de Goiás expediram recomendações, no início deste mês, às principais emissoras de TV de canal aberto (Globo, SBT, Record e Bandeirantes), pedindo que parem de veicular publicidade de venda de rastreadores das empresas do grupo BBom.

Fonte: Jean Carlos

Prefeitura de Pau dos Ferros inicia elaboração do novo plano de cargos dos professores





No início desta semana, em seu gabinete, o Prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, se reuniu com parte da sua equipe para iniciar o processo de formatação do novo Plano de Cargos, Carreira e Salário dos Professores da Rede Municipal de Ensino.
Neste encontro, participaram o Secretário-chefe de Gabinete, Vicente de Paula Fernandes, a Secretária de Educação, Francisca Dantas, além do Secretário de Finanças, César Gameleira, e a Professora, Aldaceia Oliveira.
Segundo o Prefeito, este foi o primeiro encontro com a Professora que vai coordenar todo este processo de elaboração. “Serão muitas etapas a serem atendidas. Nossa perspectiva é que, já na próxima semana, por volta do dia 25, aconteça o primeiro encontro entre a equipe e os educadores”, afirmou.
“Esse foi um compromisso que assumimos com os professores da nossa cidade, e vamos nos esforçar para que tudo posso ocorrer para atender as necessidade de nossos educadores”, afirmou Fabrício. 

terça-feira, 16 de julho de 2013

MEC aprova novos cursos para a FACEP : Psicologia, Pedagogia, dentre outros



DIVULGAÇÃO

Casal empresário FACEP Anchieta Raulino e Geniza
O MEC vai autorizar novos cursos para a FACEP – Faculdade Evolução Alto Oeste Potiguar.

Em primeiríssima mão, a administradora Raquel Raulino, anunciou nesta segunda-feira (15), que ainda neste ano novos cursos farão parte na FACEP.

Durante toda semana representantes do MEC visitaram a FACEP e constataram através dos projetos pedagógicos e estrutura física que a faculdade tem total condições de abrir os novos cursos.

Sem o reconhecimento e autorização pelo MEC, o diploma perde a validade. Essa é uma garantia de qualidade na hora de escolher sua faculdade, fique ligado, fique na FACEP!

Novos Cursos:
Psicologia
Pedagogia
Desing de Moda
Desing de Interiores

Fonte: Tribuna do Alto Oeste

Prefeito de Rafael Fernandes anuncia investimentos em Unidades de Saúde.

Prefeito de Rafael Fernandes, Nicó Júnior.

A cidade de Rafael Fernandes foi contemplada com melhorias na área da saúde, que visa ampliar a qualidade do atendimento e melhorar os índices de saúde da cidade.

A primeira delas é a implantação do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, onde o município passa a contar com atendimento de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia. 

O NASF vem para reforçar o atendimento do Programa da Saúde da Família – PSF, e dar apoio às ações realizadas pelo programa, garantindo, desta forma, na própria cidade, o atendimento desses profissionais.

Rafael Fernandes também foi contemplada com a construção de uma nova unidade de saúde. Ela será construída onde hoje funciona o antigo Centro de Saúde. Além da construção, o município vai receber recursos para ampliar os dois postos de saúde da zona rural. Os beneficiados serão o Centro de Saúde da Gangorra e o Posto de Saúde das Maretas.

O Prefeito de Rafael Fernandes, Nicó Júnior, entusiasmado com essa notícia, destacou que "essas obras vão trazer para a população um ambiente de atendimento com mais conforto e qualidade". Ele complementou afirmando que, ao todo, serão investidos 800 mil reais.

Essas conquistas fazem parte do programa Requalifica-UBS, que representa uma estratégia, por parte do Ministério da Saúde, para fortalecimento da atenção básica, através da estruturação física de sua rede.

E o trabalho da Prefeitura de Rafael Fernandes não para por ai, segundo o prefeito Nicó Júnior, o município já aderiu ao Programa de Melhoria da Qualidade da Atenção Básica, Programa de Saúde na Escola, Semana de Saúde na Escola, Projeto Olhar Brasil, Qualifar-SUS e aguarda portaria do ministério da saúde para liberação de recursos destes programas.

"Todos esses projetos vão trazer recursos para serem investidos em ações ligadas diretamente a população, nas escolas e estruturação da farmácia do município", explicou a Secretária de Saúde, Desirée Ferreira de Oliveira.

Conasems

Há poucos dias, a Secretária de Saúde de Rafael Fernandes, Desirée Ferreira de Oliveira, esteve em Brasília, para participar do XIX Congresso do Conasems, onde, representando o seu município, participou do lançamento do Programa Mais Médicos do Governo Federal e da mobilização em Defesa do Saúde +10.

Neste evento, foram assinadas as portarias do requalifica–UBS, onde esteve presente a Presidente, Dilma Rousseff, o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, além do Presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves.

Da Assessoria de Comunicação


Em bela sentença, Juiz absolve mulher acusada de aplicar fraude no INSS do RN

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte absolveu Valdina Guerra da Silva, moradora do Rio de Janeiro, que foi acusada pelo Ministério Público Federal de pratica fraude contra o INSS. A sentença foi proferida pelo Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara Federal.

Nove meses após receber a denúncia, o magistrado proferiu a sentença em audiência e considerou que não havia provas do dolo supostamente cometido pela mulher. Contra a ré pesava a acusação de que teria recebido, durante 50 meses, aposentadoria no valor mensal de R$ 2.404,66. O benefício foi concedido pelo INSS a partir da fraude de que Valdina teria trabalhado, supostamente, na empresa Polimov Máquinas e Móveis Ltda, no município de Parnamirim, no período de 2 de janeiro de 1995 a 31 de julho de 2005. No entanto, nesse tempo a referida empresa já estava fechada.

Na sua análise, o Juiz Federal Walter Nunes chamou atenção para o funcionário do INSS chamado Celso Mili. Foi ele o responsável por todo processo de concessão do benefício à mulher.

“É improvável que uma pessoa de baixa instrução, como a acusada, teria capacidade de engendrar a fraude que foi cometida contra o INSS. O valor da aposentadoria concedida à acusada foge do padrão de quem ostenta a função de empregada doméstica, como é o caso da acusada”, destacou o magistrado.

Ele ressaltou “a participação central e ativa do servidor Celso Mili na fraude”. “Tudo está a indicar, de forma insofismável, a participação central e ativa do servidor Celso Mili na fraude, razão pela qual, segundo o juiz, ele deveria, necessariamente, ter sido denunciado pelo Ministério Público Federal. “Há muito mais provas indiciárias em relação a ele do que quanto à acusada, pessoa de baixo grau de instrução, não sabendo, sequer, assinar o nome”, ressaltou.

O Juiz Federal Walter Nunes avaliou que a acusada Valdina Guerra foi “mais um inocente útil usado como instrumento de crime por pessoas inescrupulosas que, neste momento, devem estar usufruindo do delito praticado, não sendo objeto, nem mesmo, de processo criminal”.

Na sentença, o magistrado disse que "apenas o período de pouco mais de dez anos, entre 02 de janeiro de 1995 a 31 de julho de 2005, foi glosado pelo INSS. O tempo de serviço da acusada, na qualidade de empregada doméstica, não foi apontado como irregular. Deve ser levado em consideração, ainda, que a acusada é pessoa nascida em 1943, ou seja, tem 70 anos de idade."

Acrescentou, ainda, que "Na cabeça de quem trabalhou, pegando pesado, depois dos 60 anos, tem o seu direito à aposentadoria. E mais. A acusada era empregada doméstica, atividade nobre que, no Brasil, até ontem, era uma espécie de escravidão moderna, com a pessoa trabalhando nos três turnos do dia, sem direito ao direito básico de assinatura da carteira."

Fonte: Jean Carlos

FAB começa a divulgar informações sobre viagens

A Força Aérea Brasileira (FAB) começou a disponibilizar no seu portal na internet, informações sobre viagens de autoridades em seus aviões.

A medida é adotada após denúncias de uso indevido de aviões da FAB pelos presidentes da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) , e pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves.

No portal da instituição, na área Registro de Voos, o cidadão pode consultar a lista de autoridades que usou o serviço de transporte da FAB, locais de origem e destino, horas de pouso e decolagem, motivo da viagem e a previsão de passageiros.

Dados referentes aos passageiros não constam na página, que exibe no final da listagem a observação “Demais informações deverão ser solicitadas diretamente à autoridade apoiada”.

Pediatras: há vagas na Maternidade

Sara Vasconcelos - repórter 

A Maternidade-Escola Januário Cicco, maior maternidade pública no Estado, poderá suspender novamente o atendimento a partir de amanhã (17), quando a escala de plantão não contará mais com médicos pediatras. A decisão depende do resultado do processo  de  seleção simplificada, encerrado à meia-noite desta segunda-feira, dia 15, para contratação de oito médicos. Até a manhã de ontem, somente três interessados se inscreveram para as vagas e, até então, a  direção da MEJC não sabia informar quais medidas serão adotadas para continuar realizando partos.
João Maria AlvesMaternidade Januário Cicco está superlotada e sem profissionais para atender aos recém-nascidos. Setor de alto risco está com sete leitos extras instalados nos corredoresMaternidade Januário Cicco está superlotada e sem profissionais para atender aos recém-nascidos. Setor de alto risco está com sete leitos extras instalados nos corredores

Entre as alternativas enumeradas pelo diretor-geral, Kleber Morais, para evitar nova suspensão estão o de repactuar com o governo do Estado o atendimento das gestantes que chegarem à Januário Cicco, em trabalho de parto; aumentar a quantidade de plantões dos pediatras do quadro e a dos novos médicos para tentar fechar a escala para a segunda quinzena de julho. 

“Somente amanhã (hoje) saberemos quantos médicos foram selecionados e a  disponibilidade de cada um para os plantões. Com estes dados, é que iremos negociar com os pediatras do quadro, o aumento de plantões, hoje fixado em oito”, explicou o diretor.

Com a maternidade operando acima da capacidade e com a desativação da Maternidade Leide Moraes devido a obras de reforma, uma nova paralisação é considerada crítica. Com os 19 leitos de UTI neonatal ocupados, na manhã de ontem, quatro bebês aguardavam, no Centro de Recuperação de Operados (CRO), por vaga na UTI. 

No setor de alto risco materno, além dos nove leitos, outros sete extras instalados no corredor, também estavam ocupados. Entre eles, estava a dona de casa Valtercia Tertuliano Gomes, de 31 anos, que precisou voltar a ser internada depois de dar à luz a Ketlen, por problemas de pressão arterial. 

“Já faz sete dias que estou em leito de corredor e não tem previsão de alta, só quando a pressão estabilizar. Tenho toda assistência, mas é difícil ficar aqui, exposta”, conta.

 Entre os dias 26 e 30 do mês passado, devido a deficiência de profissionais, a realização de partos foi interrompida na MEJC, nos turnos que não contavam com pediatra na escala.

Nos dias 29 e 30 do mês passado, o Hospital Santa Catarina assumiu o serviço de referência obstétrica de alto risco, recebendo pacientes que precisavam da presença de pediatra, enquanto a  MEJC manteve a assistência ginecológica, incluindo procedimentos clínicos não relacionados ao nascimento. “O pacto poderá ser retomado”, observa Morais.

Além da contratação de novos pediatras, o valor do plantão foi reajustado de R$ 780,00 (durante a semana) e  R$ 930 (finais de semana) para R$ 1.050,00. A defasagem no valor pago foi uma das causas para a falta de plantonistas na unidade.  Médicos que davam de 5 a 6 plantões passaram a dar somente 3 por causa do valor pago, considerado abaixo do mercado. 

Atualmente, 23 pediatras atuam na MEJC, sendo 11 da UFRN e 13 da Funpec. Há necessidade de mais 22 pediatras. Contudo, concurso público só será realizado depois que a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que assumiu a gestão dos Hospitais Universitários,  concluir o dimensionamento da rede, afirmou o diretor Kleber Morais.

Fonte: Tribuna do Norte

Obs.: Ainda se fala por aí que tem médico.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

DELEGADOS DISCUTEM PARALISAÇÃO DE ADVERTÊNCIA


PRESIDENTE DA ADEPOL, ANA CLAUDIA SARAIVA GOMES

A Associação dos Delegados da Policia Civil (Adepol) irá realizar na manhã desta segunda-feira (15), uma assembleia para discutir uma paralisação de advertência. Segundo nota divulgada à imprensa, no último sábado, os delegados foram surpreendidos com a publicação do decreto da Governadora cedendo o prédio da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) para o funcionamento do arquivo público estadual.


O decreto nº 23.576, de 11 de julho de 2013, diz que "fica afetado ao uso especial do Arquivo Público Estadual o bem imóvel estadual localizado na Avenida Interventor Mário Câmara, 2.550, Cidade da Esperança, Município de Natal-RN."

O governo também decretou que a responsabilidade do imóvel estadual será transferido do Gabinete Civil do Governador do Estado (GAC) para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos (SEARH).

Em nota, os delegados dizem que a paralisação de advertência é também pela luta por condições de trabalho, por mais segurança, saúde e educação e em prol ao funcionamento dos serviços essenciais do estado. Na oportunidade, os delegados irão abordar a recriação da Delegacia de Defesa do Patrimônio Público e Combate a Corrupção.

A presidente da Adepol, Ana Claudia Saraiva Gomes, disse que nesta terça-feira, haverá uma reunião sobre pautas comuns entre as três categorias: delegados, escrivões e agentes penitenciários.Na última quinta-feira (11), os escrivões e os agentes paralisaram as atividades por 48h.
TRIBUNA DO NORTE

ALDAIR DA ROCHA DESCARTA REALIZAÇÃO DE CONCURSO DA PM ATÉ A COPA.



A segurança durante a Copa de Mundo de 2014, no Rio Grande do Norte, vai contar com reforço da Força Nacional para auxiliar Polícia Militar, o efetivo da PM será reforçado apenas por policiais que serão remanejados dos setores administrativos. De acordo com o secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Aldair da Rocha, não há possibilidade de realizar concurso neste momento.

Em entrevista ao Jornalista Diógenes Dantas, o secretário afirma que primeiro é preciso resolver as pendências judiciais do concurso anterior. “Se não resolvermos essas pendências judiciais não que sobreviva em razões de novas ações que vão surgir”, diz Aldair da Rocha.

O Governo do Estado trabalha para remanejar em torno de 800 homens estão em outras funções e não nas ruas.

Aldair da Rocha ressalta ainda fala ainda sobre a situação e possíveis soluções para problemas enfrentados na Polícia Civil, Itep e Corpo de Bombeiros.


A SEGUIR A ENTREVISTA


Diógenes Dantas: O que já está pronto, em termos de acordos e convênios com o Governo Federal, para a Copa de 2014?
Aldair da Rocha: As expectativas são muito boas para o Rio Grande do Norte e principalmente para Natal. O Governo Federal já está fazendo sua parte, existe um contrato entre o Governo Federal, Estado e município e o Governo Federal tem cumprido o cronograma. Já foi entregue equipamentos de alta tecnologia ao RN. A estrutura física do Centro de Comando de Controle, que vai integrar diversos órgãos de segurança da Copa, deve ser entregue até dezembro. Equipamento será usado durante a Copa, mas vai ficar como legado.

Os investimentos são da ordem de R$ 70 milhões?
Aproximadamente. Acordo inclui outros equipamentos.O helicóptero Potiguar I estará recebendo, no mês de agosto, um imagiador aéreo que vai possibilitar a transmissão dessas imagens, feitas via aérea, para o Centro de Comando de Controle além de vai facilitar voos noturnos em áreas de matas para identificação de pessoas. Bombeiros também vão receber equipamentos, como os desencarceradores que são utilizados para retiradas de pessoas presas em ferragens e também um grande investimento em capacitação.

Qual o efetivo previsto para Copa?
Fizemos um levantamento e deveremos ter, especialmente para Copa, de 1.000 a 1.200 homens trabalhando no evento. Vamos trabalhar durante, no mínimo, 30 dias seguidos. Teremos também efetivos da Polícia Civil, Bombeiros e Itep.

Terá reforço da Força Nacional?
Estamos trabalhando com várias linhas de ação. Primeiramente estamos trabalhando com a possibilidade de reforço da PM, e aí volta o caso dos 800 policiais, que ainda tá na justiça. A governadora não tem nenhum empecilho para contratação, basta um parecer favorável do Ministério Público. Também gostaríamos de contar com o remanejamento interno, tirar pessoas que estão em outras funções e não nas ruas. Se fizermos o remanejamento não haverá necessidade de novos concursos.

O concurso tá descartado?
Nesse momento não há condições. O tempo é curto, além disso, se não resolvermos essas pendências judiciais não que sobreviva em razões de novas ações que vão surgir.

Até a Copa é preciso resolver muita coisa. Tem crise nos Bombeiros e Itep. Até lá vai dá pra resolver os problemas que já são uma realidade diária na segurança pública?
Na Polícia Civil, temos 330 policiais que já têm condições de trabalhar e existe um cronograma que serão chamados até o final de 2014 serão chamados. Como Secretário quero adiantar esse processo para antes da Copa.

Há recursos financeiros?
A Lei de Responsabilidade Fiscal, nesse momento, atinge diretamente o direito do Governo de poder chamar novos servidores públicos, mas temos que pensar numa saída. Quanto ao Itep, já definimos o Estatuto que está em fase final e logo após vamos avançar no sentido de promover concurso.

Vai ter concurso para o Itep?
É uma vontade da Secretaria de Segurança Pública. Acredito que logo após a promulgação da Lei Orgânica do Itep já possamos um concurso pelo menos para substituir as pessoas que morreram e se aposentaram nos últimos anos.

E com relação ao Corpo de Bombeiros?
Esse é nosso maior calo. O efetivo é muito pequeno para o tamanho do Estado, por ser um estado turístico. São cerca de 600 bombeiros. Proporcionalmente seja um dos menores Corpos de Bombeiros do país.

Qual seria a real necessidade?
Seria quase dobrar esse efetivo, mas estamos com dificuldades e nesse momento não temos condições de concursos. Hoje, o Corpo de Bombeiros, é a parte mais difícil de superar.

Algum recurso vai ser destinado à Polícia Civil?
Além dos recursos materiais que deverão vir do Governo Federal, temos agora um valor razoável, cerca de R$ 30 milhões destinado à SESED , desse empréstimo feito ao Banco Mundial, e vamos informatizar a Polícia Civil de todo o estado.

Como está a custódia de presos em delegacias?
No início da gestão tínhamos cerca de 400 presos em delegacias, hoje esse número não passa de 50 a 60. É necessário que o Sindicato dos Policiais Civis compreenda a dificuldade do Estado de conseguir novas vagas, o processo é lento, mas está sendo feito e vamos solucionar. Essa dificuldade todos os estados do país passam.

Como estão funcionando as delegacias do interior?
Temos um cronograma e se conseguirmos chamar esses 300 policiais civis, vamos colocar uma equipe em cada comarca do interior. São cerca de 65 comarcas e hoje preenchemos em torno de 40.
NOMINUTO.COM