sábado, 6 de julho de 2013

Marcelino Vieira-RN: Alunos estudam em local inapropriado

      Os alunos da Escola Municipal João Marcolino de Oliveira do Sítio São José, localizado no Município de Marcelino Vieira estudam em local improvisado pela prefeitura. A sede da escola não funciona como entidade de ensino há cerca de 10 anos, entre este período serviu como moradia por uma família. Atualmente o prédio está abandonado e caindo as ruínas, inclusive a gestão municipal já demonstrou interesse em derrubar o prédio.

    Em contrapartida, os aluns que tem idades entre 5 e 12 anos estudam em um local sem condições nenhuma para um ensino de qualidade.

     O local que estes 17 alunos estão estudando é em uma casa fornecida por um morador da região, na qual o blog foi informado que a  prefeitura não custeia nem o papel de luz que são pagos todos os meses pelo dono da residência. Já o abastecimento de água é realizado da própria cisterna construída ao redor da residência.

   O blog www.circulodefogo.net esteve na residência e constatou a precariedade da infraestrutura da casa, sem nenhuma condição de funcionar como local de ensino. Até por que, a casa se encontra num estado total de abandono por não morar ninguém e está servindo exclusivamente como escola. O blog apurou também que o poder público municipal  não realizou nenhum ato de reforma para garantir o mínimo de segurança para as crianças que ali frequenta.

    Veja as fotos tiradas pela equipe do blog da residência que está servindo como escola:





    O blog Círculo de Fogo está a disposição da Prefeitura Municipal de Marcelino Vieira, caso queira usar algum espaço para explicar ou responder esta matéria. Entre em contato através do e-mail: circulodfogo@bol.com.br

Fonte: Circulo de Fogo

Manifestações por uma Segurança Publica Justa e Cidadã.

Desde 2009, que lutamos nas ruas de todo o País pela criação do piso salarial nacional e desmilitarização! Delegação do RN foi de carro - 40h de viagem ida e volta — MARCHA PEC 300 - 2009 - SALVADOR - BAHIA(22 fotos)


Portalegre - Prefeito cobra valores do transporte escolar público para pagar salário dos motoristas


Alunos que cursam o ensino superior e outros que estudam no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) no município de Pau dos Ferros, mas que moram em Portalegre, denunciaram a cobrança por parte da prefeitura portalegrense de uma taxa de R$ 15,00 mensais para que eles possam utilizar o serviço de transporte escolar intermunicipal.

A Secretaria Municipal de Educação se defende afirmando que a cobrança foi um acordo feito entre o município e os próprios estudantes, já que a prefeitura não é obrigada a arcar com o transporte desses estudantes de ensino superior e técnico, sendo obrigada apenas a transportar os alunos da educação básica, ou seja, do infantil, ensinos fundamental e médio.

A cobrança da taxa seria para efetuar o pagamento dos motoristas dos ônibus.


De acordo com estudantes - que temendo sofrerem represália pediram para não ser identificados -, a taxa vem sendo cobrada desde o início do mês de junho. Segundo eles, a viagem de Portalegre para Pau dos Ferros vinha sendo feita em um carro pau-de-arara e como os alunos fizeram solicitações de melhorias foi proposto o pagamento da taxa para que eles pudessem utilizar os ônibus que fazem o transporte escolar entregues à prefeitura pelo Governo do Estado através do programa Caminhos da Escola. “Eu viajava de pau-de-arara sem conforto e sem segurança. Diante da possibilidade de utilizar o ônibus, nós pensamos que iríamos enfim poder viajar tranquilos, mas aí veio essa de pagar. Alguns alunos concordaram, mas muitos não concordam e nem têm condições financeiras de arcar com esse custo. É uma vergonha ter que pagar essa taxa”, afirma um dos alunos.

A GAZETA DO OESTE entrou em contato com o secretário municipal de Educação de Portalegre, Sales Andrade, que confirmou a cobrança da taxa. Segundo ele, esse foi um acordo aceito pelos alunos e foi a saída que o prefeito Manoel de Freitas Neto (Neto da Emater) encontrou para não deixá-los sem transporte escolar. “A prefeitura não tem obrigação de fornecer o transporte para esses alunos, no entanto, para tentar amenizar a situação, o prefeito autorizou que eles utilizassem o ônibus do município, inclusive com o combustível, porém nós não temos condições de arcar com o gasto com os motoristas, que são três no total, então a proposta foi de que os próprios alunos pagassem o serviço e eles aceitaram”, afirma o secretário.

Sales Andrade acrescentou ainda que o dinheiro da taxa é arrecadado por uma comissão formada pelos próprios alunos e o pagamento feito diretamente aos motoristas. “O município não vê nem a cor desse dinheiro. O pagamento é feito entre eles”, garante.

A diretora da 15ª Diretoria Regional de Educação, Cultura e Desportos (15ª DIRED), cujo município de Portalegre é jurisdicionado, professora Maura Cavalcante, confirmou que a Secretaria Municipal de Educação não tem obrigação sobre o transporte de universitários. Sobre a cobrança da taxa e o acordo feito, a diretora afirma: “infelizmente eu não tenho autoridade nem conhecimento jurídico para falar sobre esse assunto. Não posso afirmar se essa cobrança é legal ou não”.

O fato tem gerado indignação entre os mais de 170 estudantes que diariamente estão utilizando o ônibus. “Aceitamos esse acordo porque era isso ou nada. Ou aceitávamos ou não teríamos como ir assistir aula, mas estamos todos revoltados”, protestam.


Fonte: O Mural de Riacho da Cruz 

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Vereadores da oposição comentam decisão judicial que determinou sequestro dos bens do Ex-prefeito, Leonardo Rego.


Em Pau dos Ferros, os vereadores da oposição foram "à forra", na tarde desta sexta-feira (05), ao comentarem, durante entrevista na Rádio Obelisco FM, a decisão judicial proferida pela Juíza da 1ª Vara Cível, Ana Orgette de Souza Fernandes Vieira, que determinou liminarmente o sequestro dos bens do Ex-prefeito, Leonardo Rego (DEM).Veja novamente AQUI.

Coube à Vereadora, Tércia Batalha (PSB), a tarefa de iniciar a entrevista afirmando: "Essa empresa [Bernardo Vidal] foi contratada só para fazer desvios, pois não prestou nenhum serviço em Pau dos Ferros. Mas, tem pessoas que parecem ter sofrido um processo de lavagem cerebral e acham que a decisão da Juíza Ana Orgette não é verídica, porque preferem ficar idolatrando um rapaz que dizia-se perfeito e todo honesto. Porém, quem se nega a encarar esta realidade só aumenta o sofrimento." 

Já o Vereador, Antônio Avelino (PP), foi mais além e disparou: "Não queremos saber só a respeito do bloqueio dos bens do Ex-prefeito, não. Queremos saber onde ele colocou os mais de três milhões desviados do INSS."

E por último, foi a vez do parlamentar, Kasumaro Kened (PMDB), fazer um alerta: "A Bernardo Vidal será comparada ao iceberg que afundou o Titanic", disse referindo-se aos vários problemas jurídicos que a contratação da referida empresa acarretará para o Ex-prefeito, Leonardo Rego.

Para saber mais informações a respeito da empresa Bernardo Vidal, clique AQUI.

Pelo visto, a "guerra verborrágica" entre os edis oposicionistas e o Ex-prefeito Leonardo está longe de terminar.

A julgar pelo conhecido gênio intempestivo do filho do Deputado Getúlio Rego, o troco deverá ser dado já nos próximos dias.    


As opções do "cardápio" a serem utilizadas são as mais variadas, só não garanto que sejam totalmente republicanas.

Fonte: Política Pauferrense

Senado aprova Lei Anticorrupção para punir empresas que cometem crimes contra a administração pública

O plenário do Senado aprovou a Lei Anticorrupção, que estabelece punições para empresas que cometem crimes contra a administração pública, como fraude a licitações ou tentativas de suborno de agentes públicos, entre outros.

A aprovação da lei foi necessária porque atualmente só há punição para os funcionários e dirigentes das empresas envolvidas em atos de corrupção, mas não para as corporações em si, como pessoas jurídicas. A nova lei vai prever punições como multas, que vão variar de 0,1% a 20% do faturamento bruto anual da empresa.

Além disso, as empresas corruptoras poderão ser condenadas judicialmente a ficarem impedidas de receber qualquer tipo de financiamento, subsídios, subvenções, doações ou empréstimos de órgãos ou empresas públicas – como os bancos, por exemplo.

O projeto é iniciativa do Poder Executivo, enviado ao Congresso durante o governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e recebeu algumas alterações na Câmara dos Deputados. A aprovação corrobora com a agenda adotada pelo Poder Legislativo para atender às demandas das últimas manifestações, entre elas o combate à corrupção. Como a matéria não foi modificada no Senado em relação ao texto da Câmara, ela segue agora para sanção presidencial.

Comunicado do SINDISERPRAN

ATENÇÃO! SERVIDORES/AS MUNICIPAIS!
CONVITE PARA ASSEMBLEIA DO NOSSO SINDICATO!
NÃO ESQUEÇA!
"NINGUÉM É TÃO BOM QUANTO TODOS NÓS JUNTOS"
ESPERAMOS TODOS VOCÊS!

Evo Morales ameaça fechar embaixada dos EUA na Bolívia


Morales ameaça fechar embaixada dos EUA na Bolívia
O presidente da Bolívia, Evo Morales, ameaçou fechar a embaixada dos Estados Unidos depois que a rota de seu voo na Europa foi desviada em meio a suspeitas de que Edward Snowden estava a bordo. Evo Morales alertou que iria "estudar, se necessário, fechar a embaixada dos EUA na Bolívia". O líder boliviano havia deixado a entender que as nações europeias foram pressionadas pelos EUA para negar a entrada do avião presidencial em seus respectivos espaços aéreos. "Nós não precisamos de uma embaixada dos EUA na Bolívia", disse ele. "Minha mão não tremeria para fechar a embaixada dos EUA. Nós temos dignidade, soberania. Sem os Estados Unidos, estamos melhores politicamente, democraticamente".