quinta-feira, 17 de janeiro de 2013


Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte passa a conta com segurança privada

5990A oficialização da medida ocorreu na manhã de hoje
O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte devolveu aos quadros da Polícia Militar 30 PMs, entre oficiais e praças, que estavam cedidos ao TJRN. A iniciativa marca a substituição gradativa dos atuais 145 policiais militares que atuam no serviço de guarda nas diversas instalações do Poder Judiciário pelo serviço de vigilância privada, que está sendo ampliado por meio de uma nova licitação. 
 
A oficialização da medida ocorreu na manhã de hoje, em ato na sede do TJRN reunindo o desembargador Aderson Silvino e o comandante da PM, coronel Francisco Araújo Silva. Um bombeiro também foi devolvido ao Corpo de Bombeiros Militar. O presidente do TJRN explicou que a devolução foi uma meta estabelecida no Plano de Gestão Estratégica e que vai devolver todos os policiais militares que atuam no serviço de guarda até o fim de sua gestão.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.