sábado, 24 de novembro de 2012

Robinson Faria: "A novidade no governo Rosalba é o discurso oportunista."


Rompido com a governadora Rosalba Ciarlini desde outubro de 2011, o vice-governador Robinson Faria fica à vontade para analisar a atual situação administrativa do Rio Grande do Norte. 

Na avaliação do presidente estadual do PSD, o atual comando de gestão estadual permanece sem inovar, mantendo o Estado na mesma situação em que encontrou ao assumir em janeiro de 2011. Para o pessedista, porém, a única mudança foi o "discurso oportunista" do governo, que tenta pegar carona no desenvolvimento propiciado pelo setor privado. 

"A minha posição é a mesma, não houve evolução, nem avanço em nenhum setor", avalia Robinson, antes de pontuar os serviços essenciais. Na saúde, de acordo com ele, o estado de calamidade não funcionou e impera um caos cada vez mais generalizado. No setor de estruturação do estado, faltam projetos novos. "A não ser o discurso oportunista, que pega carona de setores privados", explica.

Para Robinson, o governo se associa à energia eólica, que é um setor que depende basicamente de investimentos privados. Rosalba também tenta usufruir do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que é um investimento do governo federal em parceria com a iniciativa privada. "Além desses, o governo tenta se acoplar a obras que já estavam em andamento quando chegou, como a Copa do Mundo, que já estava consagrada".

Ou seja, segundo o presidente do PSD, Rosalba não trouxe nenhum projeto inovador para o RN. "É um governo que peca pela mesmice, pela falta de criatividade, que não inova. Não há nada que tenha para anunciar para a população, em nenhum setor. Não há desenvolvimento em educação e em saúde".

Ainda segundo Robinson Faria, os dados são estarrecedores. O RN é penúltimo lugar em desemprego. No Turismo, o Estado passa pelo maior baque da sua história, por falta de parcerias. Na área rural, há falência por falta de parcerias governamentais. O programa do leite foi desativado e a seca desola o sertão. 

"Não há um programa para diminuir os efeitos da seca. O governo sempre espera a União, não toma uma iniciativa. A governadora vive em Brasília, quase não governa. Não se vê resultado de nada. Em dois anos o Governo não tem nada para comemorar. A população só tem a lamentar", analisa.

Informações do Jornal de Hoje

DOIS MORTOS EM TROCA DE TIROS COM AGENTES DA OPERAÇÃO OESTE EM CARAÚBAS/RN

Operação Oeste voltou. Ao menos dois morreram na madrugada deste sábado (24) zona rural do município de Caraúbas em confronto com agentes da Delegacia de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR). 

Os corpos estão no Hospital Regional Doutor Aguinaldo Pereira da Silva, aguardando equipe do Instituto Técnico-científico de Policia (ITE) para remoção para exames na sede do órgão em Mossoró e proceder a identificação criminal.
A troca de tiros aconteceu no Sítio Santa Rita, na localidade de Pedra Branca. Os policiais que participaram a operação contaram que iam cumprir mandados de prisão contra os suspeitos, mais foram recebidos a tiros.
Os policiais disseram que um dos mortos é Cássio Murilo Junior, o Junior de Deusdete, que é foragido da Cadeia Pública de Caraúbas. Ele teria fugido da prisão na saída permitida pela justiça no dia dos pais deste ano e não retornou.
O outro morto em confronto com a polícia é o assaltante Nego Wagner, também conhecido por Neguinho Chapéu, foragido do regime semi aberto do Centro Penal Doutor Mário Negócio, de Mossoró, suspeito de vários assaltos e temido na região.
Os suspeitos baleados pela equipe de policiais da Operação Oeste ainda foram socorridos pelos próprios policiais, mas morreram no Hospital Regional Aguinaldo Pereira da Silva, em Caraúbas.
Com os dois suspeitos, os policiais da Operação Oeste apreenderam um rifle calibre 44 e uma pistola calibre 380, além de uma moto Titan que havia sido tomada de assalto pela dupla.
O trabalho foi coordenado pela delegada Sheyla Freitas, do Deicor, e Marcelo Marceiras, Delegacia de Caraúbas.
Fonte: Retrato do Oeste

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

CANTORA RAFAELENSE FARÁ O LANÇAMENTO DO SEU PRIMEIRO CD.




Galera é o seguinte, finalmente vou ter a oportunidade de poder fazer um lançamento a altura e digno de um primeiro CD ! \o/ 
Convido a todos para curtir junto comigo essa etapa inicial e mais que especial na vida de quem se dedica a arte! =))) 

Até lá e Muito Obrigada !!!


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia da Consciência Negra: Números mostram avanços na redução da desigualdade



 
Setenta e cinco por cento dos 36 milhões de brasileiros que foram incluídos, na última década, na classe média no Brasil são negros. Isso significa que a participação da população negra na classe média subiu de 38% em 2002 para 51% neste ano. Aliado a esse fato, a desigualdade salarial entre brancos e negros no País e a exclusão dos afrodescendentes no mercado de trabalho apresentaram um declínio nos últimos anos.
Desde 2004, o rendimento médio real dos negros passou de R$ 607 para R$ 788 (crescimento de 29,8%), ao passo que o dos brancos variou de R$ 1.143 para R$ 1.352 (aumento de 18,3%). As estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) são um novo referencial na reflexão que será feita em todo Brasil nesta terça-feira, 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.
O coordenador da Frente Parlamentar Mista pela Igualdade Racial e em Defesa dos Quilombolas, deputado Luiz Alberto (PT-BA), destaca que a Bancada do Partido dos Trabalhadores sempre foi porta voz das reivindicações dos movimentos sociais. “Sempre apoiamos o movimentos negro e a luta pela igualdade racial”. Luiz Alberto avalia que avanços importantes para a população negra aconteceram nos governos Lula e Dilma e cita, entre eles, a criação da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial e a lei das cotas nas universidades.
Luiz Alberto enumera ainda outras conquistas que a população negra brasileira vem alcançando neste círculo virtuoso que o País vive na promoção da igualdade racial. Ele ressalta que logo no primeiro ano do governo Lula foram estabelecidos procedimentos para a identificação e titulação das terras ocupadas por remanescentes das comunidades dos quilombos e que, de 2003 a 2010, 1.573 comunidades quilombolas foram certificadas; 93 foram tituladas; e 996 estão em processos de regularização fundiária. Também no primeiro governo Lula foi instituída a Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Decreto 4.886).

E foi a partir dos governos petistas que o estudo da história e da cultura afro-brasileira foi incluído no currículo do Ensino Básico (Lei 10.639); criou-se o Fórum Intergovernamental de Promoção da Igualdade Racial; o Programa de Combate ao Racismo Institucional; aprovou-se a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra; institui-se a Agenda Social Quilombola; e criou-se o Programa de Bolsas de Iniciação Científica para alunos cotistas das Instituições de Educação Superior (IES).

Policiais promovem ato em defesa da categoria em Natal


Presidente da ACSPM/RN, o soldado PM Roberto Campos, alerta sobre a crescente violência que vêm sofrendo os policiais potiguares (Paulo de Sousa/DN/D.A.Press)
Presidente da ACSPM/RN, o soldado PM Roberto Campos, alerta sobre a crescente violência que vêm sofrendo os policiais potiguares
 
Chamando a atenção da sociedade potiguar para a crescente violência contra policiais que vêm ocorrendo nos últimos meses no Rio Grande do Norte, sobretudo na Grande Natal, associações representativas dos praças (soldados, cabos, sargentos e subtenentes) da Polícia Militar promoveram um ato no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira na manhã desta terça-feira (20).

Segundo o soldado Roberto Campos, presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM no RN (ACSPM/RN), somente este ano foram mortos nove policiais e 11 foram feridos em atentados contra a própria vida. "E a grande maioria desses casos ocorreram nos últimos três meses".

Para Roberto Campos, esse nível de violência que vem sofrendo o policial potiguar é apenas reflexo dos ataques que vem sofrendo a categoria em São Paulo e em outros estados brasileiros. "Não que aqui esses atentados estejam partindo de facções criminosas como acontece no Sul, mas é, no mínimo, um reflexo. O presidente da ACSPM/RN atribui essa onda de violência principalmente à impunidade dos casos.

"Precisamos urgentemente de uma legislação mais severa contra aqueles que praticam atos de violência contra policiais", adverte Roberto Campos.

O cabo PM Jeoás Nascimento, vice-presidente da Anaspra, diz que leis mais rigorosas para os que praticam violência contra policiais estão em discussão no Congresso Nacional (Paulo de Sousa/DN/D.A.Press)
O cabo PM Jeoás Nascimento, vice-presidente da Anaspra, diz que leis mais rigorosas para os que praticam violência contra policiais estão em discussão no Congresso Nacional
É esse debate que a Associação Nacional dos Praças (Anaspra) tem tentado levar ao Congresso Nacional, afirma o vice-presidente da entidade, o cabo PM potiguar Jeoás Nascimento. "Há um projeto de Lei circulando no Congresso que aumenta em 1/3 a pena contra criminosos que praticam violência contra policiais. Queremos, porém, que a pena venha a ser o dobro.

Jeoás Nascimento lembra que toda a categoria, a nível nacional, tem trabalhado num clima de tensão devido aos últimos atos de violência sofridos por políciais em vários estados. "Temos registrado este ano a morte de 98 policiais em São Paulo, 48 no Pará, 27 na Bahia. Temos então de alerta a população que quando um de nós é assassinado, o Estado é afrontado e a própria sociedade é afetada com essa violência. Vejo muitos por aí dizerem: se o própio policial está morrendo para a bandidagem, quem dirá o cidadão comum".

O cabo PM informa ainda que o ato promovido nesta manhã em Natal faz parte de uma agenda nacional de mobilizações. A capital potiguar é a segunda cidade em todo o Brasil a ter esse tipo de ação. As próximas acontecerão no dia 23 deste mês, no Maranhão, e outra no próximo dia 25, no Rio de Janeiro.

Marcos Dionísio, presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, diz que violência contra policiais no RN é proporcionalmente maior que a sofrida pela categoria em SP (Paulo de Sousa/DN/D.A.Press)
Marcos Dionísio, presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, diz que violência contra policiais no RN é proporcionalmente maior que a sofrida pela categoria em SP
O cabo Jeoás destaca ainda que um dos grandes problemas da PM potiguar é o baixo efetivo da força policial. "Há cidades no interior do estado que conta com dois policiais de serviço por dia, deixando não só a população como também o servidor vulnerável a ações dos criminosos".

É para esse ponto que o presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos, Marcos Dionísio, chama a atenção. "Proporcionalmente, a violência que vem sofrendo o policial potiguar é maior do que está acontecendo em São Paulo, uma vez que lá o efetivo é de 200 mil e aqui apenas 9 mil". Para ele, a sociedade potiguar tem de despertar para o fato de o policial também necessitar de Direitos Humanos.

CONVITE MISSA





domingo, 18 de novembro de 2012


VENDE-SE LOTES NAS CIDADES DE PAU DOS FERROS E NA SERRA DE MARTINS.



CIDADE DE PAU DOS FERROS:


- LOTES COM ÁREA DE 360 M²

- SITUADO AO LADO IFRN


CIDADE DE MARTINS:

- LOTES COM ÁREA DE 300 M²

- COM VISTA PARA BARRAGEM DE SANTA CRUZ


Falar com Cleoncio Otaviano

Telefone para contato: (84) 9904-9548

E-mail: dong_234@hotmail.com


A pior seca de três décadas já afeta 10 milhões de nordestinos



 

A pior seca dos últimos 30 anos já atinge dez milhões de pessoas em 1.317 municípios brasileiros. Os estados mais atingidos pela estiagem são Bahia, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, mas há cidades em situação de emergência em todo o Nordeste, segundo o Ministério da Integração Nacional. E o panorama deve piorar. A expectativa é que só volte a chover na maior parte da região em janeiro. Dos cinco estados mais afetados, apenas a Bahia registrou chuvas em novembro.
Na semana passada, o governo federal anunciou o envio de R$ 1,8 bilhão para a construção e ampliação de barragens, adutoras e sistemas de abastecimento que devem aumentar a oferta de água no Nordeste e no norte de Minas Gerais nos próximos anos. As primeiras obras serão entregues apenas no final do primeiro semestre de 2014, segundo o Ministério da Integração
Ainda assim, o drama da seca deve continuar. O principal programa de irrigação da região, por exemplo, só deve ter sua expansão concluída em 2017, segundo estimativa do diretor de produção do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS), Laucimar Loyola.
Este ano, emergencialmente, a União destinou R$ 232,6 milhões para bolsa-estiagem; R$ 15 milhões para recuperação de poços; e outros R$ 310 milhões para envio de carros-pipa a fim de atenuar os efeitos da estiagem, que já dura um ano em alguns lugares.

Soldado da PM é preso com carro roubado


Valdir Julião - Repórter

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu, na tarde do sábado, dia 17, o soldado da Polícia Militar, Wagner José Gomes Macedo da Silva, 30 anos, que foi pego com um Fiat Punto, preto, com placa fria NNO-1463/RN. Na ocasião também foi presa a pessoa de Josenildo Vieira Silva Júnior, que dirigia uma camionete Amarok Wolksvagem, que também tinha uma placa fria NOB-9927/RN.

A Delegacia de Propriedade de Veículos (Deprov) levantou as informações no Sistema Nacional do Denatran, e identificou que os dois veículos eram roubados do estado do Piauí, região Nordeste do país.

Segundo a Polícia Civil, o soldado é lotado no 5º Batalhão da Polícia Militar e estaria afastado das atiidades operacionais por força de licença médica. Outra informação é que o praça responde a processo por participação em arrombamentos de caixas eletrônicos bancários.

Segundo a Polícia, o preso Josenildo Veira já responde a três processos por assalto à mão armada, e está levantando a sua ficha prisional, a fim de saber se ele é beneficiário de progressão de regime prisional.

Já Wagner Silva havia sido preso em 6 de novembro de 2011 por participar do arrombamento do caixa eletrônico do Banco do Brasil, no Tribunal de Justiça do Rio Grande  do Norte, na Praça Sete de Setembro, Cidade Alta, no dia 30 de outubro. Entre os arrombadores também estavam o praça Alisson Firmino Barbosa, que servia em Currais Novos e estava atuando na Polícia de Turismo em Natal.

Na ocasião também foi preso o estudante de Direito, Paulo Teixeira de Lima, que trabalhava como terceirizado no TJ e outras três pessoas. Com o soldado Silva, a Polícia encontrara R$ 10 mil.

Os réus acusados do arrombamento do caixa eletrônico do BB do Tribunal de Justiça, estão respondendo pelo crime em liberdade desde o dia 10 de julho, quando o juiz Ivanaldo Bezerra Ferreira dos Santos, da 8ª Vara Criminal da Comarca de Natal, revogou  as prisões preventidas e expediu os alvarás de soltura de todos eles. 

No caso dos autos, o juiz disse que vislumbrava "o desaparecimento das circunstâncias que serviram de lastro para a decretação da prisão preventiva dos acusados". Segundo o despacho do juiz, não havia mais como manter a prisão preventiva, em razão de ter sido assegurada a instrução criminal, feita no âmbito da Divisão Especializada de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), a cargo da delegada Sheila Freitas.

FONTE: TRIBUNA DO NORTE