sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Incêndio causou apagão que atingiu Nordeste e Norte do País, diz ONS.


 O apagão que afetou o nordeste e parte da região norte do País na madrugada desta sexta-feira, 26, foi causado por um incêndio em uma linha que liga o sistema Norte-Nordeste ao sistema Sul-Sudeste, segundo informações preliminares do diretor geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp. De acordo com o ONS, o problema teve início por volta das 0h14 (horário de Brasília) e as linhas começaram a ser recompostas às 1h20 em algumas cidades - o número não foi especificado.
Às 2h40 da madrugada a energia foi restabelecida nos locais atingidos na região Norte e depois, às 5h30, no Nordeste, segundo a ONS.
Em entrevista ao Bom Dia Brasil, da TV Globo, Chipp afirmou que uma reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) foi marcada para as 11h desta sexta para avaliar com maior precisão os motivos da falta de energia. Ele adiantou, no entanto, que a pane pode ter começado com um curto-circuito em uma linha entre as subestações nos municípios de Colinas, no Tocantins, e Imperatriz, no Maranhão.
"Em princípio, sem identificação de causa com precisão ainda, houve um incêndio em uma chave seccionadora de um equipamento que é um capacitor série do circuito dois da linha de transmissão de 500 kV entre as subestações Colinas e Imperatriz, a interligação do sistema Norte-Nordeste ao sistema Sul-Sudeste", explicou.
Após o incêndio, um sistema de proteção desligou todas as linhas, com oito circuitos que se conectam à subestação Colinas, isolando o sistema Norte-Sul do restante da rede, informou Chipp.
O engenheiro disse que a falha na distribuição de energia não foi causada por falta de manutenção, nem pela idade da linhas afetadas - segundo ele, entre as mais novas do País. O diretor afirmou que não é possível garantir que novos apagões não irão ocorrer. "A gente faz todos os esforços para evitar, mas dizer que não vai ter é impossível, porque equipamento falha. Está acontecendo num intervalo pequeno de tempo mas ficou um tempo enorme sem acontecer."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.