sexta-feira, 28 de setembro de 2012



 VOTAR é UM DIREITO LIVRE DE TODOS








Pelo voto não se serve a um amigo, não se combate um inimigo, não se presta ato de obediência a um chefe, não se satisfaz uma simpatia. Pelo voto a gente escolhe, de maneira definitiva e irrecorrível, o indivíduo ou grupo de indivíduos que nos vão governar por 4 anos.
E assim, amigos, quando vocês forem levianamente levar um voto para o Sr. Fulaninho que lhes fez um favor, ou para o Sr. Sicrano que tem tanta vontade de ser prefeito, coitadinho, ou para Beltrano que é tão amável, parou o automóvel, lhes deu uma carona e depois solicitou o seu voto – lembrem-se de que não vão proporcionar a esses sujeitos um simples emprego bem remunerado.
Votando, fazemos dos votados nossos representantes legítimos, passando-lhes procuração para agirem em nosso lugar, como se nós próprios fossem.
Votem irmãos, votem. Mas pensem bem antes. Votar não é assunto indiferente, é questão pessoal, e quanto! Escolham com calma, pesem e meçam os candidatos, com muito mais paciência e desconfiança do que se estivessem escolhendo uma noiva.
E agora um conselho final, que pode parecer um mau conselho, mas no fundo é muito honesto. Meu amigo e eleitor, se você estiver comprometido a votar com alguém, se sofrer pressão de algum poderoso para sufragar este ou aquele candidato, não se preocupe. Não se prenda infantilmente a uma promessa arrancada à sua pobreza, à sua dependência ou à sua timidez. LEMBRE-SE DE QUE O VOTO É SECRETO.

Se o obrigam a prometer, prometa. Se tem medo de dizer não, diga sim. O crime não é seu, mas de quem tenta violar a sua livre escolha. Se, do lado de fora da seção eleitoral, você depende e tem medo, não se esqueça de que DENTRO DA CABINE VOCÊ É UM HOMEM LIVRE. Falte com a palavra dada à força, eESCUTE APENAS A SUA CONSCIÊNCIA.
“Palavras o vento leva, mas a consciência não muda nunca, acompanha a gente até o inferno”.

Raquel de Queiroz

*ACM

Nosso Paraná RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.