terça-feira, 5 de junho de 2012

Enquanto saúde está um caos, Micarla e Rosalba batem boca

Nesta sexta-feira, 1º, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa e a governadora do Estado, Rosalba Ciarlini, trocaram acusações públicas através do Portal Nominuto.com. Ambas tentam se eximir da culpa pelo caos na saúde que toma conta do municício e do Estado, alegando boicote político e neglicência. Em nenhum dos dois casos, entretanto, assumiu-se qualquer responsabilidade pelos problemas que se agravam a cada dia.
A situação mostra claramente o despreparo das duas gestoras em relação à manutenção do bem estar público. Ao invés de pactuar para melhorar a situação vivenciada pelos norte-riograndenses, ambas preferem promover um bate-boca público e irresponsável.
"As duas têm razão, ambas são culpadas", afirma o deputado Fernando Mineiro. "É lamentável que elas fiquem se insultando ao invés de tomar alguma providência. Saúde requer pacto entre gestores e sociedade e não bate-boca estéril", completa.
Vale lembrar que Rosalba Ciarlini apoiou Micarla durante o processo eleitoral de 2008. O mesmo ocorreu dois anos depois, quando Ciarlini se candidatou ao Governo do Estado. 
Não é segredo que a saúde pública piorou muito com a presença das duas nos principais cargos públicos de Natal e do RN. Um exemplo é o caso da dengue. Enquanto no resto do país, a incidência da doença caí, aqui ela cresce. Até o dia 7 de abril, forma mais de 9 mil casos notificados em 2012.
No mês de maio, o Portal UOL veiculou duas denúncias em relação às Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) em Natal. Em uma delas, o Portal reproduziu a fala de médicos que utilizaram o Twitter para denunciar a falta de vagas a bebes e crianças em UTIs. Na outra, foi mostrado o material encalhado no Hospital Santa Catarina, sem uso devido à ausência de profissionais para operá-los. 
Há ainda a enorme desarticulação do serviço básico, simbolizada pelos problemas enfrentados nas UPAs e AMEs. "O governo municipal centralizou as propagandas na UPA e nas AMES, mas quando o cidadão necessita dos equipamentos públicos, a realidade é diferente", declara Mineiro. 
* Matéria de ontem, charge publicada da edição deste sábado do Novo Jornal. Créditos de Ivan Cabral. 
Fonte: Assessoria do Mandato de Fernando Mineiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.