quinta-feira, 3 de maio de 2012

Não teve jeito, foi deflagrada greve na UERN !!


Presidente da ADUERN, Flaubert Torquato, disse que categoria permanecerá em greve até o governo cumprir o acordo firmado.

Não teve jeito, os professores e funcionários técnico-administrativos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) resolveram paralisar as atividades, após uma assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (03). As atividades em Mossoró, Assu, Natal, Caicó, Patú e Pau dos Ferros estão suspensas. 

Flaubert Torquarto, presidente da ADUERN, afirma que o motivo da greve seria o não cumprimento do acordo feito pelo Estado que selou o fim da greve de 2011 dos servidores da Universidade.

“A gente quer o que foi garantido desde o ano passado. Estamos esperando a proposta do Governo e caso não tenha, continuaremos em greve”, disse Flaubert.

De acordo com o presidente da Aduern, Rosalba prometeu que enviaria um projeto de lei sobre o reajuste do salário, sendo que nele haveria uma cláusula na qual dizia que a lei só seria cumprida quando o Governo saísse do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Essa lei vai gerar mais incerteza sobre o pagamento do nosso reajuste salarial”, finaliza o professor Flaubert Torquato.

A última paralisação na UERN teve a duração de 106 dias. Na época, a Governadora prometeu que iria fazer um reajuste salarial de 27,7%, sendo que esse valor seria dividido em três parcelas e a primeira seria paga em abril de 2012, no valor de 10,65%. Entretanto, isso não foi feito.

fonte: política pauferrense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.