sábado, 8 de outubro de 2011

Filho do saudoso poeta Inocêncio Alves faleceu em Rafael Fernandes


Foi sepultado na manhã deste sábado (08) na cidade de Rafael Fernandes, o Sr. José Alves da Costa mais conhecido como Zé de Inocêncio, o mesmo era filho do saudoso e também já falecido Inocêncio Alves ou Inocêncio Gato como todos o chamavam, poeta Rafaelense de décadas passadas, ainda hoje sua fama e seus trabalhos são conhecidos em todo o estado do Rio Grande do Norte.

Zé de Inocêncio foi exemplo de luta e de coragem, um homem que sempre esteve lutando para cuidar de sua familia, que Deus possa o receber nos céus e dê o conforto aos seus aqui na terra.
A todos os seus familiares nosso votos de pesar!

Fonte: Portal rafaelfernandes

ANIVERSARIANTE DA SEMANA

Rose Marie

O blog Nossa Rafael Fernandes parabeniza a princesinha Rose Marie por seus 4 aninhos de vida. Saúde e Paz. Que Deus te abençoe.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

TRE/RN defere pedido de vereador de Rafael Fernandes para desfiliação do PMDB

O vereador do município de Rafael Fernandes/RN José Arimatea da Costa teve seu pedido de declaração de existência de justa causa para desfiliação partidária do Partido do Movimento Democrático Brasileiro - PMDB deferido por unanimidade pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, em Sessão realizada na tarde de hoje (04).

O vereador alegou em seu pedido que desde sua campanha eleitoral vem sendo alvo da prática, pelo Diretório Municipal do PMDB, de grave discriminação pessoal, entre outras razões, por nunca ser convidado para participar de reuniões partidárias, nem de convenções, não participando, nem como concorrente, nem votando, da escolha do líder partidário da Câmara Municipal; além de ter sido denunciado pelo seu partido à Câmara Municipal, de modo injustificado, pedindo pela cassação do seu mandato, e de ser alvo de um processo administrativo disciplinar do partido pedindo sua expulsão, processo este desenrolado sem o devido processo legal, instruído com o objetivo de expulsá-lo e perseguí-lo.

O relator do processo, desembargador Vivaldo Pinheiro, ressaltou em seu voto, conforme o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, que “a forma como foi instaurado e conduzido o referido processo administrativo revela graves defeitos procedimentais, desrespeitando as normas partidárias e os princípios encartados na Constituição Federal, o que caracterizaria grave discriminação pessoal apta a configurar a justa causa”. Para ele, este fato ficou evidenciado inclusive pelo juízo da Vara Cível da Comarca de Pau dos Ferros que determinou, liminarmente, a suspensão do seu processo de expulsão do partido, por nele conter vícios como parcialidade e cerceamento de defesa.

Assim, votou pela procedência do pedido, para deferir a declaração de justa causa para desfiliação partidária, de acordo com o parecer do Ministério Público Eleitoral. Todos os demais Membros acompanharam seu voto.
José Arimatea da Costa foi defendido pela banca do Complexo Jurídico de Pau dos Ferros, com os advogados Dr. José Nery Fernandes, Dr. Rodrigo Medeiros e Dr. Hudson Freitas.

Aniversariante do dia




O blog Nossa Rafael Fernandes parabeniza a todo o pessoal que faz parte do 4º DPRE da cidade Pau dos Ferros, em especial ao 3º SGT Evangelista por mais um ano de vida.

Que Deus te ilumine hoje e sempre.

Em assembleia realizada ontem, policiais e bombeiros militares continuar com a luta pela valorização profissional.

Policiais e bombeiros militares realizarão ato na governadoria para pressionar o governo na aprovação do subsídio

Acs PM RN
Com a presença de mais de 2 mil policiais e bombeiros militares foi realizada ontem à tarde, uma assembleia geral que decidiu pela realização de um ato fardado durante a próxima reunião com a equipe econômica do governo estadual, marcada para 10 de outubro, às 16h, na Consultoria do Estado.

Na reunião será apresentado o valor mínimo aceitável pela categoria, que equivale a 20% do salário do coronel, ou seja, R$ 3.447 para o soldado e R$ 17 mil para o coronel, com pagamento parcelado até agosto de 2014. “Vamos para essa reunião esperando sair de lá com um resultado positivo. O governo não está reconhecendo nosso esforço em nos mantermos sem realizar paralisações. Vamos mudar nossa atitude caso não tenhamos um resultado favorável”, afirma o Cabo Jeoás, presidente da ACS PM/RN e vice-presidente da Associação Nacional dos Praças.

Na última reunião o governo estadual apresentou uma proposta inaceitável para a categoria em que mantinha o salário de R$ 17 mil do coronel, mas reduzia a remuneração do soldado para R$ 2.700. Além disso, o aumento seria parcelado até 2015. “O governo não está tratando com seriedade os policiais e bombeiros militares ao apresentar uma proposta que é uma vergonha, um desrespeito com a categoria”, desabafa o presidente da ACS.

Também foi marcada para o dia 11 de outubro, às 09h, uma assembleia geral no auditório da Cemure (Auditório da Cemure (ao lado da Rodoviária Nova - Av. 9 com Av. Capitão Mor Gouveia).

Nota do blog: No meu ponto de vista é para existir a desmilitarização das polícias e bombeiros  militares e a criação de um P.C.C.S - Plano de Cargos, Carreiras e Salários, como há em outras áreas do estado. Parabéns à categoria policial e bombeiro militar que estão em busca de serem reconhecidos como profissionais e seres humanos.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Notícias de última hora

Agência dos Correios da cidade de Rafael Fernandes acaba de ser assaltada. Segundo informações, os bandidos estão em um veículo na cor Branca, espécie: FOX.

domingo, 2 de outubro de 2011

ÚLTIMAS UNIDADES, APROVEITEM

Lotes à Venda !!

Faça já os seus investimentos nas cidades que mais se desenvolvem.

Lotes na cidade Serrana de Martins/RN - com medições de 10 x 30 m (situados no mirante) - Área toral = 300 m2 cada

Lotes na cidade de Pau dos Ferros/RN - com medições de 12 x 30 m (situados ao lado do IFRN) - Área toral = 360 m2 cada

Lotes na cidade de Rafael Fernandes/RN - com medições de 7 x 22 m - Área total = 154 m2 cada


Contato: Cleoncio Otaviano
Tel. (84) 3351-3374 / (84) 9904-9548
E-mail ou msn : dong_234@hotmail.com

Servidor público federal pode perder aposentadoria integral

Funcionário que quiser benefício 'mais gordo' terá de contribuir com plano complementar
Priscilla Mendes, do R7, em Brasília.
 
 
Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que poderá por fim a uma invejável regalia dos servidores públicos federais: a aposentadoria integral. Caso seja aprovada, a norma vai limitar o valor dos benefícios a R$ 3.689,66 e quem quiser ganhar mais terá de contribuir com um fundo de previdência complementar.

Acompanhe todas as notícias do R7

O projeto (PL 1992/07) foi aprovado na última quarta-feira (31) pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, onde estava parado desde 2007. Da forma como está, o texto cria a Funpresp (Fundação da Previdência Complementar do Servidor Público Federal), a qual todos os servidores públicos federais terão que aderir caso queiram receber uma aposentadoria mais gorda no futuro.

A ideia é reduzir o prejuízo causado todos os anos à previdência. Segundo dados do Ministério da Previdência Social, os 950 mil servidores públicos federais geraram rombo de R$ 51 bilhões em 2010. O valor é R$ 8 bilhões superior ao déficit provocado pelos 24 milhões de aposentados brasileiros que trabalham com carteira assinada – chamados celetistas - e que desfrutam do Regime Geral de Previdência Social, cujo teto é R$ 3.689,66.

O novo regime abrangeria todos os servidores públicos federais, titulares de cargo efetivo da União, suas autarquias e fundações, inclusive para os membros do Poder Judiciário, do Ministério Público e do TCU (Tribunal de Contas da União).

Quem optar pelo novo regime vai receber dois benefícios complementares quando se aposentar: um do órgão empregador, até o limite do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), e outro da Funpresp, decorrente das contribuições feitas a partir da adesão.

Durante a votação na Comissão de Trabalho, 12 destaques (propostas de alteração do projeto) foram apresentados, mas todos acabaram rejeitados pelo colegiado. O assunto, porém, não é consensual entre os deputados. 
O relator, Silvio Costa (PTB-PE) – que também preside a comissão – acredita que o projeto é o início da reforma tributária tão aguardada pela sociedade. Em entrevista ao R7, ele explicou que a medida não atinge os funcionários públicos atuais.

- A previdência é um assunto que a gente tem que resolver urgentemente até para, no futuro, termos caixa para pagar as aposentadorias desses servidores. O projeto aprovado não prejudica nenhum atual servidor, até porque a lei não pode ser retroativa.

Já a deputada Andrea Zito (PSDB-RJ) teme que a medida torne os cargos públicos menos “atraentes”.

- Ao equiparar trabalhadores do setor privado que não recebem FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço], participação nos resultados e outros direitos trabalhistas dos celetistas, o projeto tornará os cargos públicos pouco atraentes.

Costa não concorda. O relator diz que qualquer trabalhador com carteira assinada trocaria seus benefícios - como FGTS e participação nos lucros da empresa – pela estabilidade do serviço público.

- Os servidores federais têm essa regalia da estabilidade. Então ele não pode argumentar que a iniciativa privada ganha 40% quando é demitida ou que tem FGTS. O trabalhador entra e sabe pelo resto da vida não será demitido.

A diretora da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, Maria Helena de Sena Brito, posiciona-se radicalmente contra o projeto de lei. A entidade acusa o atual governo de “achatar” o salário dos funcionários públicos.

- Toda medida que o governo publica é simplesmente para achatar o salário dos servidores, principalmente dos aposentados e pensionistas, que são os que mais têm sofrido com esse governo.

Maria Helena discorda, inclusive, dos dados fornecidos pelo ministério da Previdência e afirma que não há saldo negativo na pasta.

- O governo vem sempre dizendo que há rombo na previdência, mas não há. Existe má administração. Pode até se dizer que existe desvio de dinheiro, mas rombo não existe.

O projeto de lei seguirá para outras três comissões – Seguridade Social e Família; Finanças e Tributação; Constituição e Justiça – e seguirá diretamente para o Senado, sem precisar passar pelo plenário da Câmara. Caso seja aprovada pelos senadores, será submetido à sanção presidencial.

O relator, Silvio Costa, afirmou que o governo é favorável ao novo regime, o qual conta com apoio de diversos ministros, entre eles Garibaldi Alves (Previdência) e Guido Mantega (Fazenda).
 
Fonte: R7

Bancários prometem intensificar greve a partir desta segunda-feira

Os bancários prometem intensificar em todo o país, a partir desta semana, a greve deflagrada na última terça-feira (27). “Queremos quebrar a intransigência dos bancos públicos e privados”, diz o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeira, filiada à Central Única dos Trabalhadores (Contraf-CUT), Carlos Cordeiro. Amanhã (3), o comando nacional se reúne, em São Paulo, para avaliar os rumos do movimento.

A categoria reclama do “silêncio” da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Segundo a Contraf-CUT, a entidade patronal não manifestou, até agora, intenção de retomar as negociações. Os trabalhadores entraram em greve após rejeitar a proposta de reajuste de 8% sobre os salários. De acordo com eles, esse percentual representa 0,56% de aumento real.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8%. Esse percentual representa, destacam, 5% de aumento real mais a inflação do período. Além disso, a categoria quer valorização do piso, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), abertura de contratações, fim da rotatividade, combate ao assédio moral, extinção de metas que consideram abusivas, mais segurança, igualdade de oportunidades e melhoria do atendimento aos clientes.

Diálogo

“Os bancos, que lucraram mais de R$ 27,4 bilhões somente no primeiro semestre deste ano, têm plenas condições de fazer uma proposta que seja capaz de atender às reivindicações dos funcionários”, diz Carlos Cordeiro. “Apostamos no diálogo e na negociação para resolver o impasse.”

De acordo com a Contraf-CUT, o movimento paralisa bancos públicos e privados em 25 estados e no Distrito Federal. A entidade espera que amanhã os bancários de Roraima também suspendam as atividades. Na sexta-feira (30), foram paralisadas 7.865 agências e centros administrativos, segundo balanço da representação sindical.

"O Brasil é um dos países com maior desigualdade do mundo. Aqui, um executivo de banco chega a ganhar até 400 vezes a renda de um bancário que recebe o piso da categoria. É preciso mudar essa realidade e tirar o país dessa vergonhosa posição entre as dez nações mais desiguais do planeta", ressalto o presidente da Contraf-CUT.
 
Fonte: Agência Brasil