sábado, 12 de fevereiro de 2011

Estilo BBB: "normal" de se viver?


Em 11 edições até o momento, o BBB tornou-se a principal poupança da rede Globo, milhões de reais são investidos nesse programa a cada paredão, através de ligações feitas pelos telespectadores, durante as votações, o que representa um número altíssimo mesmo se eliminarmos os que não tem acesso a informação. Sem contar em tantos produtos que são inventados e consumidos pelo povo que engordam e sustentam ainda mais um dos maiores caixas da Globo. Começando dos que pagam para votar até os que compram ringtones, papéis de parede e outros produtos somam uma relevantíssima quantidade de milhões de reais.

O que mais tenho questionado é o seguinte: o que leva tantas pessoas a consumirem esse produto chamado Big Brother Brasil? Esse tipo de consumismo, referente ao gênero em questão, apresentam inúmeros sintomas que afetam as pessoas psicologicamente, socialmente e fisicamente. Muitos não se dão conta disso, pois são encobertos pelo “manto da normalidade”. E como esse manto é vasto e a mídia manipuladora ajuda a mantê-lo, os que não se enquadram na normalidade da sociedade é considerado doente. E essa ideologia da normalidade nos mostram que quem acompanha o BBB é um individuo que aprende a conviver com os outros na medida em que visualiza as vivencias daqueles participantes. Mas aprender exatamente o que? A competir? a naturalizar as diferenças sociais? A ter excessos de comportamentos descontrolados? A distorcer a própria imagem corporal? A fazer uso de fofocas e falatórios bobos que não levam a um crescimento intelectual, espiritual e social? a não a ser ao crescimento social segundo as normas da nova “normalidade”. Chegamos ao fundo do poço e as pessoas têm cavado a cada dia mais esse poço por causa de uma ideologia falsa e sem escrúpulos

Acrescentando uma pitada de Capitalismo podemos compreender a receita desse sucesso: o manejamento de seres humanos através do manejo dos objetos. Pior ainda é saber que os seres humanos são os próprios objetos que são expostos todos os dias em uma casa extraordinária que vende tudo. E esse "tudo" leva ao exagerado lucro, através da oferta de bem materiais e serviços para que o capitalismo imperante se fortaleça mais e os objetos (seres humanos) sejam mais e mais usados e destruídos de forma que seus sonhos se tornam ideologias baratas, sem lucro, por isto sem possibilidade de ser realizado, ou seja, inútil.

Quase todo o mundo se rende a esse estilo de normalidade, ainda bem. Porque esse “quase” significa a existência de milhares de pessoas revolucionárias e espirituais que aproveitam seu tempo, não em assistir o BBB, mas, em orar por essas e outras tantas vidas que estão sendo usadas e, outros, em construir sonhos e projetos para erradicar a cegueira dos que ainda se iludem...Tudo isso em prol de um mundo melhor. Fique de Olho e diga NÃO a toda essa normalidade sem sentido.

*Clayse-Anne Medeiros

Fonte: blog do caramurú


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.