domingo, 23 de janeiro de 2011

Emparn divulga relatório sobre condições climáticas para o período chuvoso

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte - Emparn - enviou para a governadora Rosalba Ciarlini, na manhã desta sexta-feira (21), o relatório com as informações climáticas para o período chuvoso deste ano no Rio Grande do Norte.

Os dados colhidos pelos técnicos da Emparn durante o mês de dezembro de 2010 mostram "a continuidade do fenômeno La Niña no Oceano Pacífico Equatorial". La Niña é um fenômeno oceânico-atmosférico que ocorre nas águas do Oceano Pacífico. A principal característica deste fenômeno é o resfriamento (em média de 2 a 3 °C) fora do normal das águas superficiais nestas regiões do oceano Pacífico. Isso provoca aumento das chuvas na região nordeste do Brasil, entre os meses de dezembro a fevereiro.

A maioria dos modelos de previsão da Emparn mostra que o fenômeno poderá permanecer até o mês de abril. Dessa forma, o documento relata que as condições oceânicas e atmosféricas para o período de fevereiro a abril deste ano irá provocar chuvas variando em torno da normalidade. "É importante ressaltar que o semiárido potiguar tem como característica alta variabilidade espacial e temporal dos índices pluviométricos. Isto significa que algumas localidades poderão receber uma quantidade de precipitação maior que outras", descreve o relatório.

O monitoramento das condições dos oceanos é realizado diariamente pela equipe de meteorologia da Emparn. Isso permite que os profissionais observem a ocorrência ou não de alguma mudança nas atuais condições, o que poderia alterar os dados apresentados no relatório para o período de chuvas no interior do Estado.

EVENTO

A Emparn irá sediar a III Reunião de Análises Climáticas Para o Semiárido Nordestino nos dias 17 e 18 de fevereiro. O objetivo da reunião é finalizar as discussões sobre previsão de chuva para o setor semiárido da região Nordeste do país.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.