quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Procissão nas águas encerra Festa na Comunidade de Cacimbas


A Festa da padroeira Nossa Senhora Aparecida da Comunidade de Cacimbas mais conhecida como Barracos dos Pescadores localizado na zona rural de Rafael Fernandes, teve seu término ontem a tarde dia 12/10 com uma procissão nas águas da Barragem Pública, o percurso com a imagem saiu as 16:30 h da parede da Barragem de Pau dos Ferros com destino a capela de Nossa Senhora Aparecida na Comunidade Cacimbas, a procissão contou com mais de 42 canoas, todas lotadas de fiéis devotos da padroeira onde a imagem foi recebida com fogos e uma multidão de devotos na beira da barragem, que logo em seguida conduziram o andor até a capela e foi celebrada uma missa encerrando a festa naquela comunidade este ano de 2010.
Fonte: Portalrafaelfernandes

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Como surgiu o Dia da Criança ?


O Dia das Crianças no Brasil foi "inventado" por um político. O deputado federal Galdino do Valle Filho teve a idéia de criar um dia em homenagem às crianças na década de 1920.

Na década de 1920, o deputado federal Galdino do Valle Filho teve a idéia de
"criar" o dia das crianças. Os deputados aprovaram e o dia 12 de outubro foi
oficializado como Dia da Criança pelo presidente Arthur Bernardes, por meio do decreto nº 4867, de 5 de novembro de 1924.

Mas somente em 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" e aumentar suas vendas, é que a data passou a ser comemorada. A estratégia deu certo, pois desde então o dia das Crianças é comemorado com muitos presentes!

Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança, para aumentar as vendas. No ano seguinte, os fabricantes de brinquedos decidiram escolher um único dia para a promoção e fizeram ressurgir o antigo decreto.
A partir daí, o dia 12 de outubro se tornou uma data importante para o setor de brinquedos.

Em outros países

Alguns países comemoram o dia das Crianças em datas diferentes do Brasil. Na
Índia, por exemplo, a data é comemorada em 15 de novembro. Em Portugal e
Moçambique, a comemoração acontece no dia 1º de junho. Em 5 de maio, é a vez
das crianças da China e do Japão comemorarem!

Dia Universal da Criança

Muitos países comemoram o dia das Crianças em 20 de novembro, já que a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece esse dia como o dia Universal das Crianças, pois nessa data também é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos das Crianças. Entre outras coisas, esta Declaração estabelece que toda criança deve ter proteção e cuidados especiais antes e depois do nascimento.

E a todas as crinças do nosso município, um feliz dia da criança e um futuro abençoado, de todos que fazem este blog!!

Fonte: site Shopping b - www.shoppingb.com.br

Lula aprova mudança de tom de Dilma

agestado

A mudança de estratégia na campanha da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff (PT), foi aprovada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em conversas com auxiliares, Dilma avaliou como "muito acertado" o tom mais contundente no debate de domingo, realizado pela TV Bandeirantes. Para Lula, a posição mais incisiva de Dilma no duelo com Serra mostrou para os eleitores uma mulher com decisões próprias, capaz de rebater críticas sem a sua ajuda.
O marqueteiro João Santana resistiu o quanto pôde a adotar a nova tática, sob o argumento de que quem bate perde votos. Até mesmo o presidente Lula chamou Santana para um tête-à-tête e cobrou dele nova tática para enfrentar a polêmica do aborto e a investida do adversário do PSDB, José Serra.
O presidente do PT, José Eduardo Dutra, disse que o comando da campanha de Dilma decidiu subir o tom contra Serra para "desmascarar" o tucano. "Serra faz uma campanha na TV e outra nos subterrâneos da política e precisávamos mostrar isso", afirmou Dutra.
"Dilma se colocou no debate do segundo turno, que é o confronto de propostas", comentou Marco Aurélio Garcia, assessor de Assuntos Internacionais da Presidência. Ele tirou férias há mais de dois meses para coordenar o programa de governo da candidata.
Indagado se a campanha petista não adotara estratégia de alto risco ao optar por mais agressividade, Garcia justificou: "Arriscar é ficar levando porrada e não responder", disse. No diagnóstico do assessor de Lula, Serra procurou desqualificar Dilma, mas "ficou incomodado" com o "tom forte" adotado por ela, que tratou de temas como aborto, privatizações e segurança pública. "Não foi uma agressividade gratuita. Ela ficou indignada com as acusações e reagiu", insistiu o secretário de Mobilização do PT, Jorge Coelho. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Bancários recebem nova proposta e vão avaliar fim da greve.

O Comando Nacional dos Bancários anunciou nesta segunda-feira que recebeu uma nova proposta de reajuste salarial da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) durante encontro para negociar o fim da greve dos funcionários no País inteiro.
Segundo a entidade, o reajuste proposto é de 7,5%, que representa aumento real de 3,08%, para salários de até R$ 5.250. Acima desse valor, seriam reajustados por uma parcela fixa de R$ 393,75 ou pelos 4,29% da inflação, o que for mais vantajoso para o bancário. No piso da convenção coletiva, o reajuste seria de 16,33% (aumento real de 11,54%) elevando o valor de R$ 1.074 para R$ 1.250.

A nova proposta também inclui maior participação nos lucros, cláusula de combate ao assédio moral e avanços na segurança, de acordo com o sindicato.
A assessoria da entidade informou que os bancários da região farão assembleia na quarta-feira para decidir se aceitam a proposta. Cada região terá sua própria assembleia, já que é uma proposta de reajuste nacional.
No último sábado, a Fenaban havia oferecido 6,5% para salários até R$ 4.100 (aumento real de 2,12%). Acima desse valor a proposta previa reajuste fixo de R$ 266,50. Para o piso, o reajuste proposto era de 9,82%.

domingo, 10 de outubro de 2010

Datafolha mostra Dilma com 54% dos votos válidos contra 46% de Serra,

Pesquisa Datafolha divulgada na edição de domingo, 10, do jornal 'Folha de S.Paulo' aponta a candidata do PT à Presidência da República com 48% das intenções de votos contra 41% de José Serra (PSDB). Em número de votos válidos (sem brancos, nulos e indecisos), Dilma tem 54% contra 46% de Serra. 4% dos eleitores afirmaram que irão votar em branco ou nulo e outros 7% estão indecisos.
Na pesquisa anterior, realizada entre os dias 1º e 2 de outubro, o instituto havia feito uma simulação para o segundo turno. Dilma aparecia com 52% dos votos totais contra 40% de Serra. 5% afirmaram que votariam em branco ou nulo e 3% estavam indecisos.
Herança de Marina
O Datafolha questionou também os eleitores de Marina Silva (PV), que teve quase 20 milhões de votos no primeiro turno, sobre a intenção de voto no segundo turno. 51% dos que votaram em Marina no primeiro turno declararam voto em Serra. Dila herda 22% dos votos de Marina. Na pesquisa anterior, a petista tinha 31% dos votos da candidata verde. Serra tinha 50% às vésperas do primeiro turno. O número de indecisos entre os verdes teve um aumento considerável, passando de 4% no primeiro turno para 18%.
Estratificação
Na divisão por região, Dilma aparece com ampla vantagem no Nordeste, onde registra 62% das intenções de voto, contra 31% de Serra. No Sudeste, há empate técnico (situação em que a diferença entre os candidatos está dentro da margem de erro): o tucano registra 44% contra 41% da petista. No Norte/Centro-Oeste, o cenário também é de empate técnico: Serra tem 46% e Dilma, 44%. A região Sul é a única onde Serra lidera fora da margem de erro: 48% a 43%.
Na segmentação por renda, Dilma lidera por 52% a 37% entre quem ganha até 2 salários mínimos e por 47% a 41% entre quem ganha de 2 a 5 salários mínimos. Já Serra obtém 48% contra 40% entre a população que ganha de 5 a 10 salários mínimos e 58% contra 33% entre quem ganha mais de 10 salários mínimos.
Dilma lidera entre os homens, por 52% a 39%. Entre as mulheres, empate técnico: 43% para a petista contra 44% de Serra. Na segmentação por escolaridade, Dilma lidera entre quem tem o ensino fundamental, com 54%, contra 36%. Entre os eleitores que têm o ensino médio, outro empate técnico: 44% para Dilma, 45% para Serra. O tucano lidera com 50% das intenções de voto entre eleitores com curso superior, contra 36% de Dilma.
A pesquisa foi encomendada pelo jornal e pela Rede Globo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi realizado na sexta-feira, 8, com 3.265 eleitores em 201 municípios e está registrado no TSE com o número 35114/2010.