sexta-feira, 16 de julho de 2010

Encontro da SBPC reunirá 15 mil pessoas de todo o mundo na UFRN


Considerado um dos principais eventos científicos do país e da América Latina, atuando como fórum de debate das políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação, e como meio de difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento, a 62ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que será realizado no Campus da UFRN, em Natal no período de 25 e 30 deste mês, já conta com mais de 10 mil inscritos, devendo atrair para os eventos pelo menos 15 mil pessoas. A previsão é do presidente da SBPC, Marco Antonio Raupp que, ao lado do reitor Ivonildo Rego, deu entrevista coletiva na manhã de ontem, na Sala dos Colegiados do prédio da Reitoria da UFRN.

Para ele, o evento vai superar a última edição realizada em Manaus, reunindo cientistas, professores e estudantes de todos os níveis, além de profissionais de diversas áreas. Realizada desde 1948, com a participação ainda de autoridades, gestores do sistema nacional de ciência e tecnologia (C&T) e representantes de sociedades científicas, a SBPC é um importante meio de difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento e um fórum de debate de políticas públicas em C&T. Esta é a segunda vez que a cidade de Natal recebe a reunião da SBPC, a primeira foi em 1998. Segundo Raupp, o evento é um investimento da ordem de R$ 2 milhões, mas conta com parcerias importantes junto ao Ministério da Educação e da Ciência e Tecnologia, além de instituições e empresas patrocinadoras como a Petrobras, CNPq e Banco do Brasil.

O tema central desta edição será "Ciências do mar: herança para o futuro", contará com centenas de atividades, entre conferências, simpósios, mesas-redondas, grupos de trabalho, encontros, apresentação de trabalhos científicos e minicursos. O evento contará com 71 conferências, 53 mesas-redondas e 29 simpósios. Destes, 41 versarão sobre temas relacionados ao mar. "Esse é um momento importante para o Rio Grande do Norte pois poderemos analisar sobre o sistemade pesquisa e tecnologia que vem sendo aplicado no estado, bem como o trabalho de captação de recursos", destacou o reitor.
Fonte: jornal a tromba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.