sexta-feira, 7 de maio de 2010

Maurílio Pinto diz que greve da Polícia Civil é uma "irresponsabilidade".

O delegado Maurílio Pinto de Medeiros disse achar uma "irresponsabilidade" do Sindicato dos POliciais Civis (Sinpol) iniciar uma greve na próxima segunda-feira (10). A categoria reivindica a retirada dos presos das delegacias do Rio Grande do Norte.

"A verdade é que muitos não querem trabalhar. A profissão de muitos deles, infelizmente, é de grevistas", falou Maurílio em entrevista a 96 FM na manhã desta sexta-feira (7).

O delegado ressaltou que as reivindicações são justas. "Mas isso está sendo feito gradativamente. Eles alegam que prejudicam muito as diligências. E prejudica. Mas se fosse assim, Recife, que não tem presos em delegacias, seria a capital mais tranquila do país, e é a mais violenta", comparou.

Maurílio ressaltou que Polícia Civil potiguar tem "uns verdadeiros herois". "Mas a grande parte só entra para a polícia para ser grevista. Eu digo sem pretensão nenhuma, pois estou me aposentado. Enquanto estiver na ativa eu me preocupo com a polícia, mas depois vou assistir de camarote".

Atualmente titular da Delegacia de Capturas (Decap), Maurílio Pinto tem 45 anos de profissão. Ele disse ainda conhecer policiais que entraram e saíram da polícia "sem fazer uma prisão, sem fazer uma diligência". "Eu considero isso uma imoralidade", concluiu Maurílio Pinto.


Fonte: tribuna do norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.