domingo, 14 de março de 2010

Homenagem da família de Cleonio Otaviano (Cigano) na Missa de 7 dia



Leitura feita por seu filho Gabriel Otaviano.


Caros Irmãos,


Há pouco mais de oito dias, de forma repentina e inesperada, meu pai, Cleônio ou Cigano (como a maioria o conhecia) nos deixou. Um jovem que em sua curta passagem por aqui, construiu uma família, fez grandes amigos, um grande irmão, um filho presente.

Cleônio, um trabalhador honesto, digno, que cuidava da terra, do gado, do plantiu... Um ser humano como todos nós, com virtudes e defeitos, mas nenhum de seus defeitos justifica a crueldade de sua morte. Seu corpo tombou na terra ao amanhecer do dia, covardemente atiraram contra sua face, não nos deixando se quer o direito de contemplar o seu rosto. Mas entre tantas outras coisas maravilhosas, vamos guardar em nossa memória e em nossos corações, a imagem de sua alegria, firmeza e espontaneidade - características marcantes de sua personalidade.

Aqui ficamos sem entender a sua partida e por mais que busquemos ou queiramos, não encontramos respostas lógicas, tão pouco, não lógicas. Sabemos que seu sorriso, sua alegria, suas esperanças, seus projetos, estão agora em outro plano, em outra dimensão e sua figura jovial vai diluir em saudade... Uma saudade tão concreta que se espalhará por todo canto,

por todos os lugares, por dentro de cada um de nós que aprendemos a amá-lo. Então, você Cleônio fará primavera e todas as flores nos falarão daquele jovem que resolveu viajar para nos aguardar no seio de Deus.

Nesta mensagem vai o beijo que não foi dado, o abraço que ficou para depois, o sorriso que ficou pendurado nos lábios,

o afago que o cansaço não permitiu... e mais ainda:

foi um privilégio ser seu filho, ser seu pai, sua mãe, seus irmãos, seus avós, seus tios, seus primos, seus amigos... e tê-lo como parte concreta de nossas vidas!

“Pai eu sinto a sua presença em tudo que eu faça, onde quer que eu vá, eu adoro ver você sorrindo, seu sorriso faz de tudo eu esquecer.”

Que Deus dê à todos nós que aqui ficamos, sua esposa, filhos, pais, irmãos, enfim todos os familiares, parentes e amigos o consolo da perda e a força da perseverança nos dias que se sucedem. Que a confiança em Deus seja o amparo em todas as horas difíceis e que a paz, o amor e a esperança façam parte dessa nova etapa sem a presença física do nosso irmão cleonio, mas, a sua presença em Deus.



Em ação de graças, rezamos ao Senhor Nosso Deus; por todas as manifestações de apoio e carinho de todos os irmãoes e irmães.

Esses são os agradecimentos de: Francisco Otaviano, Maria de Fátima, Cleoncio Otaviano, Lívia Sonalle, Clésia Janete, Tereza Cristina, Gabriel, Rafael, Ligiane, e todos que fazem parte de nossa família.

Abraços a todos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.