sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

PT do Rio Grande do Norte faz balanço positivo de 2009


* Assessoria de comunicação de Fátima Bezerra

Durante o ano de 2009, o PT do Rio Grande do Norte manteve diálogos com todos os pré-candidatos ao Governo do Estado que fazem parte da base aliada do governo Lula: Carlos Eduardo (PDT), João Maia (PR), Iberê Ferreira (PSB) e Robinson Faria (PMN). A todos eles o partido reafirmou que o seu posicionamento em relação ao pleito de 2010 estaria vinculado à continuidade do projeto nacional, representado pela candidatura da ministra Dilma Roussef, e a um projeto de governo para o RN.

O PT também explicitou que levará em consideração a tática eleitoral, que crie as condições reais de preservação ou ampliação de seus espaços no Legislativo, onde mantém hoje uma representação na Câmara Federal e outra na Assembléia Legislativa. Foram conversas iniciais que deixaram o quadro em aberto, significando que o PT dialoga com todas essas pré-candidaturas mas que ainda não tem candidato definido, apesar de uma resolução partidária por uma “aliança preferencial”, mas não automática, com o PSB.

O partido defende que a aliança para vencer as eleições no Rio Grande do Norte deve ser ampliada englobando partidos que atualmente não fazem parte do governo Wilma, caso do PDT e PMDB, e com partidos que não fizeram parte da aliança que disputou a Prefeitura de Natal em 2008, como PR, PMN e PTB. “Esperamos que unidos, se não todos, a maioria representativa dos partidos que compõem a base dos governos de Lula e de Wilma, cheguemos a um consenso de qual a melhor candidatura irá representar o nosso projeto para o Rio Grande do Norte”, afirma a deputada Fátima Bezerra.

O PT encerra o ano comemorando os números da economia, com crescimento do emprego, redução das desigualdades sociais, além de todos os prêmios e homenagens internacionais que o presidente Lula recebeu nesse final de ano. Para completar os números das pesquisas eleitorais que apresentam o PT como o partido melhor avaliado pela população e a consolidação do nome de Dilma e a redução da diferença com relação ao candidato demo-tucano, José Serra.

O PT que no próximo dia 10 de fevereiro completa 30 anos, começa 2010 com a posse das novas direções eleitas pelo voto direto dos filiados em novembro de 2009. Em fevereiro, realizará o IV Encontro Nacional, com cerca de 1300 delegados também eleitos pelo voto direto, aproveitando o evento para o lançamento oficial da pré-candidatura da ministra Dilma Roussef à Presidência da República.

Os petistas do Rio Grande do Norte comemoram também os investimentos feitos pelo governo federal em 2009. Foram 10 novas unidades do IFRN (antigo CEFET), investimentos nos portos de Natal e Areia Branca, para onde já estão assegurados mais de R$ 170 milhões , a refinaria Clara Camarão, além de investimentos em energia, no Programa Minha Casa Minha Vida, na agricultura familiar, através dos Territórios da Cidadania, entre outros.

Ainda no RN, o novo Diretório Regional que tomará posse representará pela primeira vez um equilíbrio na correlação de forças internas. Nenhum grupo isoladamente terá maioria no Diretório. Portanto é com essa nova Direção do PT que os partidos e pré-candidatos da base aliada deverão conversar sobre as eleições 2010, a partir desse início de ano. É salutar que esses outros agentes políticos, possam agora também procurar o PT, para uma segunda rodada de conversações.

Na chapa majoritária o PT, seguindo orientação da Direção Nacional de ampliar ao máximo o palanque da ministra Dilma, decidiu que não lançará candidatura ao Governo, sem, no entanto, abrir mão de discutir e ter participação na chapa majoritária. O que pode acontecer com uma das vagas em disputa pelo Senado onde, mantida a posição do senador Garibaldi Filho de formar palanque com o DEM, o PT deverá apresentar um nome para a disputa da segunda vaga. O PT é detentor do segundo maior tempo do horário gratuito de TV, alem de ser o partido com maior inserção nos movimentos sociais e ser o partido do Lula, presidente com maior popularidade da história desse país e com o governo melhor avaliado na s pesquisas de opinião pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.